Paris Hilton quer voltar ao Brasil no carnaval

A passagem da milionária americana Paris Hilton pelo Fashion Rio, há uma semana, rápida como os flashes que pipocaram sobre ela no Museu de Arte Moderna, pode ser o início de mais um caso de paixão entre o Rio e estrelas internacionais. Ela veio desfilar pela grife Colcci, ficou aqui das 13 às 22 horas, conquistou todo mundo e prometeu voltar para o carnaval, em fevereiro. "Só não demorou mais porque foi ao Globo de Ouro, em Los Angeles, no domingo", explicou o gerente de Marketing da grife, Edinho Vasques. "Seu jeito, sua atitude vão ao encontro do nicho de mercado da Colcci."A Paris que veio ao Rio é o oposto da menina consumista, mimada e alienada, imagem forjada nos Estados Unidos. O único acompanhante era seu empresário, Neal Harmil, um americano simpático e boa-pinta. Fez poucas exigências: pediu um carro de luxo blindado e quatro seguranças registrados na Polícia Federal e com licença de porte de arma. Ah, que fossem também bonitões e não usassem uniformes, item que não foi atendido - os quatro trajavam ternos pretos idênticos. Por causa dela, o desfile atrasou. Paris chegou tão brejeira e meiga que nem parecia vir de 12 horas num avião. Ela é magra, mas não tanto como as brasileiras que sonham com sua fama. E abusa dos superlativos. "Adorei a cidade e quero voltar com mais calma", disse na entrevista coletiva após o desfile. "Adorei essas roupas, são leves e super sexies", elogiou, exibindo o vestido tipo camisola, cor-de-rosa com rendas.Trazer Paris ao Rio é uma jogada de sorte da Colcci, que anuncia a produção de um milhão de peças por ano e planeja expandir para o exterior. Para isso, abriu loja nos Estados Unidos e representação na Europa. "Temos amigos comuns que fizeram o convite e ela só pediu para ver nossa roupa", contou Vasques. "Ela foi à loja de New Jersey e topou de cara, sem cobrar nada, só na amizade."

Agencia Estado,

29 de janeiro de 2004 | 09h29

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.