Paris Hilton é condenada por dirigir perigosamente

A célebre herdeira Paris Hilton foi sentenciada na segunda-feira a três anos de liberdade vigiada por causa de um incidente em setembro, em Hollywood, quando foi apanhada dirigindo alcoolizada, segundo promotores.Paris, que não foi ao tribunal, também foi multada em 390 dólares e terá de participar de um programa de educação sobre o uso do álcool."Acabei de falar com ela e ela está feliz que o problema está encerrado", disse o porta-voz de Paris, Elliott Mintz.Originalmente, Paris, 25 anos, havia sido acusada de dirigir sob efeito de bebida, mas seus advogados fizeram um acordo que lhe permitiu admitir uma infração menos grave, a direção perigosa, segundo Frank Mateljan, porta-voz do Ministério Público de Los Angeles.Ela poderá reduzir a pena em um ano se prestar 40 horas de trabalhos comunitários. "Achamos que esse acordo era adequado devido às circunstâncias, e estamos satisfeitos com o resultado", disse Mateljan. Essas circunstâncias incluem o fato de que o nível de álcool em seu sangue estava no limite mínimo previsto na lei local para que configurasse uma infração.A polícia disse na época que Paris foi parada por estar dirigindo de forma imprudente, e ela foi detida depois de submetida a um teste de dosagem alcóolica. Ela disse depois a uma rádio que havia passado o dia gravando um videoclipe e que na hora do incidente estava saindo de uma festa beneficente, ávida por um hambúrguer."Eu tinha tomado uma margarita, estava morrendo de fome, porque não tinha comido o dia inteiro. Talvez eu estivesse acelerando um pouquinho e aí fui parada", disse Paris a uma emissora de rádio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.