Paris Hilton começa a cumprir pena de 23 dias de prisão

Paris cumpre pena por violar pena de liberdade condicional, após dirigir embriagada

Agencia Estado

12 Junho 2007 | 04h00

A herdeira do império Hilton, a milionária e socialite Paris Hilton, de 26 anos, começou a cumprir sua pena de prisão imposta depois que ela violou a liberdade condicional por dirigir embriagada. Paris se apresentou para as autoridades carcerárias de Los Angeles no domingo, 3, de acordo com o advogado dela. Paris compareceu à cerimônia de entrega do prêmio MTV para o cinema poucas horas antes, onde ela afirmou aos repórteres que estava "realmente temerosa, mas estou disposta a enfrentar minha sentença." Paris Hilton só vai cumprir metade da pena - cerca de 23 dias de encarceramento. Ela recebeu um crédito por bom comportamento. A socialite vai ficar separada da maioria das outras presidiárias, em uma ala onde há apenas 12 celas com capacidade para duas pessoas em cada uma. A ala é reservada para celebridades, funcionários públicos, policiais e outros prisioneiros importantes. A unidade é parte do Centro Regional de Detenção Century, em Lynwood, Califórnia, onde estão mais de 2 mil prisioneiros. A herdeira, que também está tentando uma carreira como cantora pop, foi presa por dirigir embriagada em setembro de 2006 e foi colocada em liberdade condicional, que ela violou várias vezes ao dirigir com uma carteira de motorista suspensa. ´Apoio´ "Embora este seja realmente um período difícil, eu tenho minha família, meus amigos e meus fãs para me apoiar, e isto realmente ajuda", disse Hilton aos repórteres. A herdeira disse que teve a opção de ir para uma "prisão paga", mas recusou. "Eu vou cumprir a pena e eu vou fazer isto do jeito certo." "Eu estou encarando isto de uma forma positiva e quando sair, eu mal posso esperar para começar minha nova vida e ser ainda mais forte do que sou agora", afirmou Paris. (Matéria alterada às 14h20, com alteração de foto)

Mais conteúdo sobre:
Paris Hilton pena socialite

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.