Paraty promove festa literária a partir de hoje

A cidade de Paraty, no litoral do Rio, transforma-se a partir de hoje na capital nacional da literatura - a partir das 15 horas, quando a escritora Vilma Guimarães Rosa iniciar a conferência sobre seu pai, João Guimarães Rosa, estará oficialmente aberta a 2.ª Festa Literária Internacional de Paraty (Flip), evento que vai reunir, até domingo, 36 escritores, 16 editoras e dez países representados. Até mesmo nomes ameaçados de não vir confirmaram presença, como Ziraldo, que sofreu recentemente problemas cardíacos, e o português Miguel Sousa Tavares, cuja mãe, a grande poeta Sophia de Mello Breyner Andresen, morreu na sexta-feira. Os nomes confirmados atestam a vocação do evento: ser o principal encontro literário da América Latina. À frente, estelares ganhadores de prêmios mundiais, como Paul Auster, Martin Amis, Ian McEwan e Margaret Atwood. Além deles, mais um time de notáveis destaques internacionais: Miguel Sousa Tavares, Siri Hustvedt, Pierre Michon, Colm Tóibín, Jonathan Coe, Jeffrey Eugenides e José Eduardo Agualusa. E, claro, os brasileiros: Chico Buarque de Holanda, Caetano Veloso, Lygia Fagundes Telles e Luis Fernando Verissimo, entre outros. Se, na edição passada, as mesas com os escritores ocorreram no simpático, porém apertado, salão da Casa de Cultura de Paraty, com capacidade para 178 espectadores, agora todas as mesas serão realizadas na Tenda dos Autores, que vai abrigar 550 pessoas. Uma segunda tenda, próxima ao riacho que corta a cidade, vai acomodar outras 800 pessoas que assistirão às palestras por telão. Finalmente, haverá ainda uma tenda de autógrafos e venda de livros. Eventos que consumiram o orçamento de R$ 2 milhões. Na programação paralela, o destaque é a oficina literária Veredas da Literatura. Ministrada pelo escritor Milton Hatoum, tem o objetivo de revelar talentos e estimular a redação de textos literários. Paralelamente à Flip, diversos programas alternativos estão programados, envolvendo especialmente editoras médias e pequenas que não participam da seleção oficial. Entre os eventos, estão oficinas ministradas pela poeta Alice Ruiz sobre haicai, ´técnica´ oriental de fazer poesia. Já o escritor Frido Mann, neto de Thomas Mann, vai ler amanhã, às 17 horas, na restaurada Casa de Cultura, trechos de seus romances Nachtorn e Brasa. Tudo para entreter as cerca de 20 mil pessoas esperadas na cidade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.