Paradoxos e contradições

Sol em quadratura com Netuno, Mercúrio e Plutão em trígono, Vênus em quadratura com Urano; a Lua cresce em Leão.

Quiroga, astro@o-quiroga.com.br, O Estado de S.Paulo

19 de maio de 2010 | 00h00

Paradoxalmente, é nossa imperfeição que torna disponível à nossa consciência uma margem de manobra que chamamos de livre-arbítrio. Os animais não duvidam nem têm dilemas, quando é hora de procriar é isso que fazem, não escolhem sua comida nem tampouco o lugar de moradia, apenas seguem a linha perfeitamente traçada pelos instintos. Nós somos imperfeitos, nossos instintos só informam parte do objetivo, enquanto a outra parte fica por conta das variadas opções que poderemos fazer para satisfazê-los. Outro paradoxo nosso consiste em que para sermos livres e optar usamos cerebralmente o mecanismo de inibição. Inibimos certos impulsos para que apenas o que escolhemos seja relevante. De paradoxos e contradições somos todos feitos.

ÁRIES 21-3 a 20-4

Nem sempre se pode confiar a tarefa de arbitrar os conflitos com sabedoria a certas pessoas familiares, mas como tudo está mudando de forma surpreendente, não admirará que neste momento você descubra esta opção.

TOURO 21-4 a 20-5

Os acontecimentos dos últimos dias e dos que virão por aí deram bastante pano para manga, muito assunto para você precisar de um bom tempo para pensar e esclarecer-se melhor a respeito da verdadeira natureza do momento.

GÊMEOS 21-5 a 20-6

Sempre, ainda que não o pareça, haverá outras opções disponíveis. Quando sua alma tentar se convencer de que não tem outra opção, pense e repense tudo novamente, porque com certeza haverá, sim, outra opção diferente.

CÂNCER 21-6 a 21-7

Atitudes duras e firmes terão de ser tomadas o mais imediatamente possível. Nada obriga a isso, mas provavelmente você verá que essa será a melhor forma de colocar ordem e progredir rumo ao que interessa.

LEÃO 22-7 a 22-8

Quando você tenta limitar a liberdade de outras pessoas, acaba com isso limitando seus próprios movimentos. Assim é a vida, um eterno reflexo do que pensamos, sentimos e fazemos, mas especialmente do que fazemos.

VIRGEM 23-8 a 22-9

Questione seus conceitos e razões, porque você corre o risco de transformá-los em preconceitos sem perceber quando isso acontecer. Experimente guiar seus passos com outros motivos e razões diferentes dos seus.

LIBRA 23-9 a 22-10

A harmonia desejada nos relacionamentos está ausente, mas é por isso que se tornou mais desejável do que nunca. Sua ausência

brilha evocando a necessária criatividade para que tudo entre nos trilhos novamente.

ESCORPIÃO 23-10 a 21-11

Admirar-se com a beleza e magnificência da vida é o melhor que se pode fazer perante as misteriosas coincidências que puxam suas orelhas, e chamam a atenção para que as decisões certas sejam tomadas. Maravilha!

SAGITÁRIO 22-11 a 21-12

Provavelmente não será necessário assumir riscos tão grandes quanto os imaginados. Sua alma aventureira sempre aumenta o tamanho dos riscos, porque os aprecia, apesar de temê-los também. Paradoxos sagitarianos.

CAPRICÓRNIO 21-12 a 20-1

Os problemas nunca serão de outras pessoas, os problemas são todos humanos e cabe a todos nós encontrar soluções e facilitar a vida de quem aparentemente foi azarado por esses. Ajude quem precisar de sua mão amiga.

AQUÁRIO 21-1 a 19-2

As discussões só acabarão quando alguém tomar a dianteira e passar para a prática tudo que até então foi meramente idealizado. Parece que desta vez essa função recaiu sobre você. Faça pouco por isso, mas faça bem.

PEIXES 20-2 a 20-3

Uma coisa é certa: o momento é de vitória. Porém, ainda não chegou a época da celebração, é uma vitória que reforça a necessidade de trabalhar de forma constante e incansável para que as coisas atinjam estabilidade.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.