Ian Willms/The New York Times
Ian Willms/The New York Times

Para Alice Munro, é 'atroz' que apenas treze mulheres tenham recebido o prêmio

Em entrevista à TV canadense, escritora disse esperar que Nobel chame atenção à literatura de seu país

EFE

10 de outubro de 2013 | 12h56

 A escritora canadense disse hoje que é “maravilhoso” receber o Prêmio Nobel de Literatura, ao mesmo tempo em que considerou “atroz” o fato de que apenas 13 mulheres tenham sido contempladas pela Academia Sueca.

“É mesmo possível? Sério? É atroz isso”, disse ela à TV pública canadense minutos após receber a notícia. 

Ela contou que recebeu um telefonema da Academia Sueca logo cedo, mas não atendeu ao telefone, que caiu na secretária eletrônica, onde deixaram um recado com a notícia do prêmio.

“É tão surpreendente e maravilhoso. Jamais imaginei. Acho que até ontem nem sabia que estava na lista. Estou aturdida.”

Ela disse esperar que o Nobel faça com que as pessoas prestem mais atenção “à literatura canadense em geral”. 

Outra autora canadense, Margaret Atwood, brincou no twitter que não conseguia falar pelo telefone com a colega. “Alice, saia debaixo do cobertor e atenda ao telefone”, escreveu.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.