Paquitas: lindas, loiras, desempregadas

As oito Paquitas de Xuxa foram parar na fila do seguro-desemprego. O fim da parceria entre Xuxa e Marlene Mattos e a indefinição sobre o formato do novo programa da Rainha dos Baixinhos obrigaram a Globo a dispensar as oito assistentes de palco da loira - além de toda a equipe de produção. Resta esperar para ver se as garotas vão conseguir voltar ao concorrido e restrito mercado de Paquitas ou se esta ´categoria profissional´ inventada pela dupla Xuxa-Marlene foi mesmo extinta definitivamente. Em 18 anos de reinado na televisão, que começou na Rede Manchete, Xuxa sempre contou com lindas e loiras assistentes de palco. Nesse período, ela formou quatro gerações de Paquitas, que sempre atuaram em grupos de oito garotas. Algumas meninas que chacoalharam o corpinho no palco, com shortinhos mínimos e botas na altura do joelho, conseguiram se destacar e dar continuidade à vida artística. Outras, porém, tentaram de todas as formas se livrar do estigma de Paquita, sem conseguir. Foi o que aconteceu com Andréa Faria, a Xiquita ´Sorvetão´, hoje com 29 anos. "Parece que tudo que fiz depois não teve importância", diz ela, que tentou ser atriz, cantora e até apresentadora da TV como a ´madrinha´ Xuxa, mas nunca conseguiu engrenar nessas profissões. Integrante da primeira geração de Paquitas, Xiquita Sorvetão dividiu o palco com outra Andreia, a Veiga - que também gravou CD, apresentou programa infantil, mas não decolou -, e com a Pituxa Letícia Spiller, hoje a mais bem- sucedida da turma, atriz de destaque da Globo. "A gente não tinha consciência da repercussão de nosso trabalho. Foi a partir da segunda geração de Paquitas que percebemos como esse mercado era concorrido", conta Sorvetão. Virar animadora de auditório de Xuxa se transformou no ´vestibular´ mais concorrido do País. A Xiquita Bianca Rinaldi (Paquita de 1990 a 1995) disputou a vaga com outras 1.200 meninas. Conseguiu seguir a tão almejada carreira de atriz - sonho de 10 entre 10 Paquitas - e chegou a protagonizar a novela Pícara Sonhadora, do SBT. Mas foi a única de sua época. A colega Catuxa, Juliana Baroni, participou do seriado Malhação, mas não seguiu na carreira.A bem-sucedida Ela era a Pituxa Pastel, mas ficou famosa como a atriz Leticia Spiller. Foi a única que conseguiu se desvencilhar completamente do rótulo de Paquita e ter carreira consolidada como atriz. Leticia, 29 anos, trabalhou no Xou da Xuxa por três anos e transformou a oportunidade de exibir seus olhos azuis e seu par de pernas no programa em trampolim para a carreira na TV Globo. Pituxa participou de uma das época áureas do programa, e integrou a gravação do LP Paquitas ao lado de Andréa Sorvetão, Tatiana Maranhão - a Paquitita, hoje secretária da assessora de imprensa de Xuxa - e das demais garotas. O disco vendeu quase 1 milhão de cópias em 1989, e foi um dos produtos mais bem-sucedidos da dupla Marlene-Xuxa. Para divulgar o trabalho, as garotas tinham de fazer shows todos os fins de semana.A demitida - Luciana Vendramini, hoje com 30 anos, foi a precursora de uma geração de ninfetas. Quando posou para a Playboy, em 1987, tinha apenas 16 anos. Sua história como Paquita é cercada de mistério. Ela ficou pouquíssimo tempo no programa e diz que morou na casa da mãe da Xuxa, no Rio de Janeiro, no tempo em que participava do Xou da Xuxa. Sua demissão foi inesperada: ?A Marlene me disse apenas que eu não poderia continuar, sem maiores explicações.? Hoje ainda tenta ser atriz.

Agencia Estado,

15 de agosto de 2002 | 10h22

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.