Paparazzi invadem casa de Pitt e Jolie e brigam com seguranças

Segundo chefe da equipe de guardas da residência do casal, fotógrafo 'chegou até a morder um dos seguranças'

James Mackenzie, da Reuters,

25 de julho de 2008 | 09h51

Dois paparazzi de roupas camufladas brigaram com os guarda-costas de Angelina Jolie e Brad Pitt depois de serem descobertos escondidos no jardim da propriedade do casal na França, disse o chefe de segurança dos atores nesta sexta-feira, 25. Tony Webb, chefe da equipe de guardas de Chateu Miraval, onde o casal está após o nascimento de seus gêmeos, disse que o incidente aconteceu na tarde de quinta. "Descobrimos os dois e tentamos escoltá-los para fora da propriedade, mas o cara ficou doido, começou a socar e chutar, chegou até a morder um dos seguranças, a quebrar seu dedo e espalhar sangue para todo lado. Ele berrava que tinha hepatite C", disse ele à agência de notícias Reuters. Uma autoridade da delegacia da vila Brignoles, próxima à propriedade de 500 hectares do casal de Hollywood, confirmou o incidente, mas não deu mais detalhes. Angelina e Pitt venderam as primeiras fotos de seus filhos gêmeos, Vivienne Marcheline e Knox Leon, para uma publicação norte-americana, por US$ 11 milhões (R$ 17,3 milhões). O dinheiro vai para a caridade. Os advogados de Pitt ameaçaram processar as revistas ou sites que publicarem fotos recentes que paparazzi tiraram do ator e de sua família, dentro da propriedade. "A família não aguenta mais essas pessoas se infiltrando, então temos de tentar obter ordens judiciais para que se afastem. Temos que usar a lei para fazer o que pudermos para mantê-los fora da propriedade", disse Webb. 

Tudo o que sabemos sobre:
Angelina JolieBrad Pittpaparazzi

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.