Palestra resgata teatro revolucionário de Beckett

Neste sábado, o produtor, tradutor, ator e diretor de teatro Rubens Rusche profere palestra no Galpão Cine Horto sobre a obra do dramaturgo irlandês Samuel Beckett, dentro do projeto Sabadão. Rusche é um dos maiores estudiosos brasileiros da vida e obra de Beckett, bem como teatro contemporâneo, e já traduziu e produziu 11 peças do dramaturgo, em 15 anos.Na palestra Uma Viagem ao Universo Cênico deBeckett: Uma Experiência Radical Rusche pretende falar sobre a singularidade da obra de Beckett, considerada um marco entre o teatro clássico e o contemporâneo. Samuel Beckett viveu entre 1906 e 1989 e escreveu 19 peças, além de alguns romances e outros textos. De suas peças, a mais conhecida (e talvez mais importante) é a primeira, Esperando Godot. "Foi um verdadeiro rebuliço quando estreou, em 1953, na França. Na época, rompeu várias regras, trouxe novos valores", diz Rusche. As outras obras mantiveram a tradição de ruptura e originalidade. "Ele conseguiu retratar como nenhum outro dramaturgo a condição humana do século 20, levando o teatro à sua essência", completa. Na palestra, Rusche pretende também mostrar uma breve sinopse de todas as peças, sendo que seis delas - Fim de Jogo, Eu Não, Comédia, Catástrofe, A Última Gravação e Ato Sem Palavras I - serão ilustradas com vídeos. Por meio das peças, Rubens pretende caracterizar a singularidade e ruptura tão presentes na obra do dramaturgo irlandês. Ele lamenta o fato de Samuel Beckett ser pouco conhecido no Brasil. "Eu tenho trabalhado há 15 anos e acho importante divulgar sua obra, pela sua importância no teatro contemporâneo", afirma. Atualmente, Rubens está trabalhando na montagem Beckettiana # 3, que já foi exibida este ano em São Paulo e em Buenos Aires. O espetáculo - que engloba as peças Aquela Vez e Solo será apresentado em Porto Alegre nos dias 28 a 30 de setembro, durante o 7º Porto Alegre Em Cena. Sabadão - O projeto Sabadão está sendo promovido pelo Grupo Galpão, através do Galpão Cine Horto. No primeiro semestre deste ano, o projeto foi realizado em caráter experimental, tendo como temas Constantin Stanilavski e Artaud. Segundo Chico Pelúcio, ator, diretor e coordenador do Galpão Cine Horto, o Sabadão tem o objetivo de formar um espaço em Belo Horizonte para que profissionais de teatro possam discutir sobre um assunto específico ligado ao teatro. Agora com novos patrocinadores, os organizadores do projeto pretendem realizá-lo pelo menos até o final do ano, com uma edição por mês, sempre aos sábados. Serviço - Uma viagem ao Universo Cênico de Beckett: Uma Experiência Radical. Dia 16, às 14h, no Galpão Cine Horto. Rua Pitangui, 3.613 - Bairro Horto. Entrada Franca. Tel: (31) 4815580.

Agencia Estado,

16 de setembro de 2000 | 00h08

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.