Pais de Paris Hilton vão visitar a filha na prisão

Kathy e Rick Hilton não precisaram ficar na fila como os outros visitantes

Agencia Estado

14 Junho 2007 | 18h00

Os pais de Paris, Kathy e Rick Hilton, visitaram sua filha na prisão, mas por algum razão não tiveram que ficar na fila como as outras pessoas que esperavam para ver seus entes queridos, um incidente que reacendeu as queixas de que a herdeira do império hoteleiro Hilton está recebendo tratamento especial. A visita ocorreu menos de uma semana após a socialite Paris, de 26 anos, receber o benefício de sair da prisão em troca de prisão domiciliar, sob o argumento de que necessitava de um tratamento médico não revelado. Alvina Floyd, uma das visitas do centro penitenciário Twin Towers, teve de esperar mais de quatro horas para visitar seu noivo. Normalmente, ela espera duas horas, mas Alvina, de 20 anos, disse acreditar que o atraso teve que ver com a visita dos pais de Paris. Após as críticas de favoritismo, um juiz ordenou que ela voltasse para a prisão para cumprir a sentença de 23 dias por ter violado os termos de sua liberdade condicional. Shatani Alverson, de 23 años, disse que foi retirada da região de visitas da prisão logo depois que seu marido chegou para vê-la, por causa da visita dos pais de Paris. Os guardas pediram que ela voltasse após o almoço. O porta-voz do presídio, Steve Whitmore, disse que é rotineiro que os presos recebam visitas durante o almoço. A Junta de Supervisores do condado de Los Angeles pediu ao xerife Lee Baca que responda na próxima semana as alegações de favoritismo por ter deixado Paris em prisão domiciliar, argumentando que ela Paris padecia de uma doença não revelada. Paris foi enviada a uma clínica médica que, segundo as autoridades, custa US$ 1,1 mil dólares ao dia em comparação aos US$ 99 dólares que custa um preso ao governo.

Mais conteúdo sobre:
paris prisão liberdade condicional

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.