AFP
AFP

Pais de ator de ‘Star Trek’ morto em acidente de carro processam Fiat Chrysler

O processo é, acredita-se, a primeira acusação de responsabilidade por morte ligada ao recall

Piya Sinha-Roy, Reuters

03 Agosto 2016 | 10h16

LOS ANGELES (Reuters) - Os pais de Anton Yelchin, ator de Star Trek morto, processaram nesta terça-feira, 2, a Fiat Chrysler por negligência e responsabilidade por produto devido ao acidente com um Jeep Grand Cherokee que matou o filho deles.

O processo, apresentado na Corte Superior do Condado de Los Angeles, é, acredita-se, a primeira acusação de responsabilidade por morte ligada ao recall de mais de 1,1 milhão de carros e caminhonetes pela Fiat Chrysler em abril, por causa de veículos que se moviam depois que os motoristas saíam deles.    

Yelchin, de 27 anos, morreu em 19 de junho, quando o seu Jeep Grand Cherokee 2015, alvo do recall, se moveu para trás num acesso íngreme na casa do ator em Los Angeles e o imprensou contra um muro de tijolos e uma cerca.

O processo cita uma transmissão no seletor de marchas, que chama de “defeituosa”, como a causa de vários incidentes, como o que matou Yelchin.

O ator nascido na Rússia, cujos pais foram patinadores artísticos famosos na antiga União Soviética, era conhecido por interpretar o jovem navegador Pavel Chekov na refilmagem de Star Trek.   

 

 

Mais conteúdo sobre:
Star Trek

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.