Pai de garoto do Malauí apóia adoção por Madonna

'Era o que eu queria - que Madonna ficasse com ele', disse o pai de David Banda, Yohane Banda

Mabvuto Banda, da Reuters,

12 de maio de 2008 | 15h52

O pai de David Banda, um menino malauiano que Madonna quer adotar, declarou nesta segunda-feira, 12, que é favorável à adoção, mas quer que a popstar americana traga seu filho de volta para visitas.   Veja também: Madonna choca ao falar palavrões em show exibido pela BBC Nova turnê de Madonna passará pela América do Sul este ano Madonna beija fã durante show de seu novo CD em ParisMadonna deverá comparecer diante de um tribunal do Malauí na quinta-feira para ouvir a decisão judicial final sobre sua adoção de David Banda, que se prevê seja favorável a ela. A cantora deve chegar ao país do sul da África na terça. A diva pop iniciou os procedimentos de adoção em 2006, e desde então o garoto de 2 anos vive com ela e seu marido, o cineasta Guy Ritchie, em Londres. A adoção vem suscitando polêmica. Críticos acusam o governo de infringir leis que proíbem pessoas não residentes no Malauí de adotar crianças do país, devastado por uma epidemia de Aids que já deixou mais de 1 milhão de órfãos. O governo do Malauí recomendou que sua Alta Corte aprove a adoção. "Não tenho problemas com a recomendação do governo de autorizar Madonna a ficar com o menino. Era o que eu queria - que Madonna ficasse com ele", disse o pai de David, Yohane Banda, à Reuters Television em entrevista. Um dos maiores críticos no Malauí da adoção por Madonna, o Comitê Consultivo de Direitos Humanos, disse nesta segunda que não está mais interessado em levar o caso adiante, removendo mais um obstáculo à adoção. "Será uma perda de tempo e recursos levar este caso adiante. O Malauí tem problemas mais urgentes que Madonna", disse à Reuters o presidente da organização, Udule Mwakasungura. Madonna levou David quando ele tinha 13 meses de idade. Seu pai o deixara num orfanato após a morte da mãe do menino. Entrevistado em seu vilarejo, Banda disse que espera ver David durante a viagem de Madonna ao Malauí. "Se ela vier com o menino ... esperamos que a criança venha e que sejamos autorizados a vê-lo", disse ele em Linpunga, a 160 quilômetros da capital do Malauí. Entretanto, disse Banda, mesmo que isso não for possível desta vez, ele espera ver seu filho a cada poucos anos. "Acordamos inicialmente que ela (Madonna) o trará pelo menos uma vez a cada três ou quatro anos, para acompanharmos seu desenvolvimento", disse o pai. Se Madonna ficar com David, o menino crescerá no mundo sofisticado de uma das maiores popstars do mundo, a uma distância enorme de Lipunga, onde os parentes de Yohane Banda comem mingau de milho cozido sobre fogueiras abertas e servido em tigelas simples.

Tudo o que sabemos sobre:
MadonnaadoçãoMalauí

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.