Pai de Britney assume controle dos bens da cantora

Jamie Spears torna-se o tutor da estrela multimilionária, mas não poderá tomar decisões médicas

Efe, LOS ANGELES

02 Fevereiro 2008 | 13h41

LOS ANGELES - Um advogado e o pai da cantora Britney Spears, Jamie Spears, serão a partir de segunda-feira, 4, os tutores da popstar americana, segundo determinou um juiz em audiência de urgência realizada em Los Angeles. Segundo o site especializado de fofocas TMZ, a medida inclui os bens da estrela multimilionária.

A juíza Reva Goetz não determinou, porém, quem poderá tomar as decisões médicas sobre a saúde da cantora, e indicou que as medidas "são do interesse" de Britney.

A cantora está internada desde a noite de quarta-feira em um hospital psiquiátrico, pela segunda vez em um mês, por ordem de sua psiquiatra pessoal, que considerou que a estrela representa um perigo para si mesma e as pessoas ao seu redor.

A cantora norte-americana, cuja vida pessoal é marcada por escândalos nos últimos meses, perdeu a guarda de seus filhos Sean Preston, de 2 anos, e Jayden James, de 1 anos, em outubro, mas havia sido autorizada a ver as crianças três vezes por semana, sob monitoramento judicial.

Em 4 de janeiro, as visitas foram suspensas após Britney ter se recusado a devolver os meninos ao ex-marido, Kevin Federline, e ter se trancado no banheiro em meio a um ataque histérico. Neste episódio, ela também acabou sendo levada ao hospital e ficou internada por dois dias.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.