Páginas da Vida ainda não alcançou América

"Páginas da Vida" vai muito bem em ibope, é fato, e tem seus intervalos comerciais recheados. No entanto, ainda não alcançou "América" (novela que foi ao ar no mesmo período do ano passado) em faturamento bruto com propagandas em São Paulo, nem no número de inserções comerciais. Pelo menos é isso que aponta levantamento realizado pela Controle da Concorrência, empresa que monitora as inserções para o mercado.A diferença é pouca, mas existe. Segundo dados do relatório, na semana de 7 a 12 deste mês, "Páginas" teve 30 inserções de patrocínio e 138 de comerciais em seus breaks em SP. No mesmo período do ano passado, "América" teve 32 inserções de patrocínio e 152 de comerciais em intervalos. A diferença é notada em cifras também, segundo o balanço. O faturamento bruto comercial de América no período em São Paulo - exceto merchandisings - beirou a casa dos R$ 11 milhões.Em "Páginas da Vida" esse número está em R$ 10,2 milhões. Os maiores anunciantes também mudaram. Saíram PDT e Azaléia de América para entrar Governo Federal e Renner em "Páginas". Santander e Casas Bahia mantiveram a cota.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.