Os últimos 15 anos de MTV, agora em livro

Até hoje, a história da MTV Brasil só poderia ser resgatada em algumas reportagens ou reconstituída por seus pioneiros pela velha tradição oral. Não havia nenhuma obra que concedesse unidade à trajetória dessa emissora musical que criou uma nova linguagem na TV brasileira. De certa forma, ela também direcionou comportamentos e influenciou musicalmente gerações de jovens e adolescentes nos últimos 15 anos. Mas agora essa lacuna está encoberta. Não definitivamente, mas encoberta. Organizado pelas pesquisadoras Maria Goretti Pedroso e Rosana Martins, o livro Admirável Mundo MTV Brasil (Editora Saraiva, 224 págs., R$ 49) traça o primeiro panorama histórico da emissora no Brasil e chega ao mercado nesta terça-feira, em noite de autógrafos, que será realizada na Saraiva Mega Store, do Shopping Eldorado. Mais do que uma reconstituição histórica do canal, "Admirável Mundo MTV Brasil é uma coletânea de textos analíticos, encomendados para autores das mais diversas áreas da comunicação, que, além de tudo, apresentam algum tipo de afinidade com o objeto de sua avaliação. Ao longo dos artigos, eles discorrem sobre diferentes aspectos da emissora: tecnologia moda, programação visual, VJs, design, entre outros. No ar desde 20 de outubro de 1990, quando a ex-VJ Astrid Fontenelle anunciou, esfuziante, o primeiro videoclipe da programação, "Garota de Ipanema", na versão de Marina Lima, a emissora é fruto de uma parceria entre a MTV Networks americana e a Editora Abril, que tem na figura de Victor Civita, o Cici, um dos principais entusiastas e concretizadores da iniciativa. "A MTV agiu como um catalisador de todo o universo simbólico da música jovem e como um instrumento de identificação e representação dos grupos de estilo (tribos) juvenis no Brasil", escreveu em seu artigo Valéria Brandini, doutora em Ciências da Comunicação na Escola de Comunicações e Artes (ECA), da USP. "Para os selos e as gravadoras, a MTV Brasil foi um meio de divulgação de seus artistas e bandas, um advento que trouxe inovações na dinâmica de produção de um álbum, já que, hoje, o videoclipe é parte da produção musical", continuou Valéria. Para Maria Goretti, uma das organizadoras do livro e coordenadora do Centro de Estudos da Comunicação da ECA, a MTV, de fato, revolucionou não só a cena da música no Brasil, mas também a forma de se fazer televisão. "Ela coloca outras preocupações em foco, como mandar os telespectadores lerem um livro ou indicar o uso de camisinha", afirma ela. "Hoje, a MTV é referência para outros canais abertos." Para Rosana Martins, outra organizadora, o fato de a MTV Brasil ter começado como programadora de videoclipes (seguindo o modelo americano) e, com o tempo, se tornar geradora dos próprios programas de entretenimento, não tira sua vocação musical, como muitos afirmam. "No início, era estranho, os VJs mexiam muitos os braços, foram até apelidados de helicópteros. Mas é que estavam buscando uma linguagem própria. Hoje, não acho que a música tenha sido deixada de lado: ela está presente nos programas também." Mas será que a emissora consegue retratar o Brasil na telinha? Rosana acredita que sim, apontando como exemplo programas como "Yo!", que dá amplo espaço ao rap nacional. Ela e Maria Goretti levaram um ano para organizar o livro. Por falta de materiais disponíveis sobre a trajetória da emissora, tiveram de ir a campo, e se dedicar a pesquisas e entrevistas com todos os que fizeram parte dessa história. Na obra, não faltaram ainda testemunhos, elogios e críticas tecidas por funcionários, ex-funcionários, músicos e até telespectadores. "Não há só depoimentos bons sobre a emissora", conta Rosana. "Porque a idéia é que o livro fosse uma reflexão destes 15 anos de MTV Brasil."Admirável Mundo MTV Brasil. De Maria Goretti e Rosana Martins. Saraiva. 224 págs., R$ 49. Saraiva Mega Store. Av. Rebouças, 3.970, 1.º piso, 3819-5999. Amanhã, às 19h

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.