Os Oscars de Bigelow e Spielberg

A Pensão de Dona Estela

LUIZ CARLOS MERTEN, O Estado de S.Paulo

26 de fevereiro de 2012 | 03h11

11H45 NA CULTURA

Brasil, 1956. Direção de Ferenc Fekete e Alfredo Palacios, com Jayme Costa, Maria Vidal, Liana Duval, Lola Brah, Adoniran Barbosa, Randal Juliano.

A importância deste filme foi visceral - para a música brasileira. Conjunto heterogêneo de hóspedes tenta ajudar dona de pensão a saldar hipoteca. No Dicionário de Filmes Brasileiros, Antônio Leão da Silva Neto cita Mário Audrá e diz que Adoniran Barbosa ia de trem para o estúdio. Essas idas e vindas lhe deram a inspiração para compor Trem das Onze. Reprise, preto e branco, 95 min.

Sorte no Amor

13H50 NA GLOBO

(Just My Luck). EUA, 2006. Direção

de Donald Petrie, com Lindsay Lohan, Chris Pine, Faizon Love, Missi Pyle.

Embora o título brasileiro seja o mesmo de Bull Durnham, de 1988, com Kevin Costner, Susan Sarandon e Tim Robbins, a história não tem nada a ver. Lindsay Lohan faz a garota mais sortuda do mundo. Numa festa, ela conhece Chris Pine, que vive na maré baixa. Beijam-se, e a situação se inverte. Ele floresce, ela murcha. Reprise, colorido, 82 min.

El Círculo

0 H NA TV BRASIL

Uruguai, 2008. Direção de José Pedro Charlo e Aldo Garay.

Especialista em Alzheimer, o médico uruguaio - de ascendência sueca - Henry Engler integrou o grupo terrorista Tupamaros, nos anos 1960 e 70. O filme dá conta dessa duplicidade para discutir ciência, ideologia - e humanidade. Inédito, colorido, 93 min.

O Garoto e Eu

1H45 NA BANDEIRANTES

(The Kid and I). EUA, 2004. Direção

de Penelope Spheeris, com Tom

Arnold, Eric Gores, Linda Hamilton, Joe Mantegna, Henry Winkler.

Uma ideia curiosa. Popularizado no filme de James Cameron True Lies, Tom Arnold é contratado, na ficção, para criar sequência que será estrelada por garoto rico, mas péssimo ator. Suas desventuras rendem um relato que pretende ser divertido (mas não é). Reprise, colorido, 93 min.

Guerra ao Terror

1H50 NA GLOBO

(The Hurt Locker). EUA, 2008. Direção de Kathryn Bigelow, com Jeremy

Renner, Anthony Mackie, Brian

Geraghty, Ralph Fiennes, Christian Camargo e David Morse.

Em domingo de Oscar, a Globo promete o que foi um dos maiores azarões dos últimos tempos, quando a diretora Bigelow derrotou o favorito Avatar, do ex-marido James Cameron. Especialista na desmontagem de bombas leva companheiros à loucura, na Guerra do Iraque. Fascinante, como estudo de personagem. Reprise, colorido, 131 min.

TV Paga

A Lista de Schindler

18H25 NO TELECINE CULT

(Schindler's List). EUA, 1993. Direção de Steven Spielberg, copm Liam

Neeson, Ralph Fiennes.

O primeiro Oscar de direção de Spielberg (houve outro por O Resgate do Soldado Ryan, em 1998). Empresário ajuda a salvar judeus na 2ª Guerra Mundial. Um raro filme em que o nazista - Ralph Fiennes - rouba a cena. Reprise, preto e branco, 194 min.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.