Os 90 anos de Nelson Rodrigues

Nelson Rodrigues completaria 90anos na sexta-feira. O coração tricolor não resistiu, porém, eele morreu em 1980. Uma série de eventos, tanto no Sesc SantoAmaro como no Canal Brasil, vai celebrar a data, homenageando odramaturgo, romancista e jornalista que provocou polêmica pelaousadia de seus temas ao retratar os valores morais da classemédia urbana. O Sesc inicia nesta terça-feira o evento O Flor de Obsessão:Abençoado ou Maldito? com uma palestra, às 20 horas, dojornalista Ruy Castro, autor de O Anjo Pornográfico(Companhia das Letras), a mais completa biografia de NelsonRodrigues. A programação continua com uma série de atividades, comoa exibição do filme Toda Nudez Será Castigada, de ArnaldoJabor, na quarta e na quinta, com comentários ao vivo dopsiquiatra Reinaldo Amaro Mesquita. No mesmo período e também nasexta-feira, o dramaturgo Samir Yazbek vai ministrar umaintrodução à escrita teatral de Nelson para alunos de teatro,letras, cinema e outros interessados. No fim, ocorrerá umaleitura dramática. O teatro de Nelson Rodrigues vai motivar também a Cia.Filhos do Dr. Alfredo a fazer um divertida leitura dramatizadade trechos da obra do dramaturgo, especialmente os momentos maispicantes. Os atores vão interagir com a platéia de formadivertida. Durante todos os dias, entre 10 e 19 horas, umaexposição estará aberta ao público na unidade do Sesc, em queserão apresentadas crônicas, críticas publicadas em jornais egravações em áudios, que trazem ao espectador o universo dacriação de suas obras, especialmente das décadas de 50 e 60,período considerado como o auge de sua carreira. Todo o materialestará alojado em um ambiente que lembra a redação de um jornalda época. Pernambucano, Nelson mudou-se ainda criança para o Riode Janeiro. Aos 13 anos, começou a trabalhar em jornaissensacionalistas de seu pai, Mário Rodrigues, como A Manhã eA Crítica. "Você imagina um menino de 13 anos vivendo comcadáveres no necrotério, nas casas de família com assassinos,cobrindo pactos de morte, que naquela época era muito comum?",indaga Jofre Rodrigues, filho do escritor. Autor de uma dramaturgia que foi um divisor de águas noteatro brasileiro, unindo elementos melodramáticos, naturalistase expressionistas, Nelson Rodrigues tornou-se, com o correr dosanos, uma das poucas unanimidades dos palcos nacionais. Semesquecer do poético, a que deu uma dimensão espontânea, ofanático torcedor do Fluminense nunca esqueceu a corporeidadecênica do drama. E, no cinema, Nelson possui uma presença marcante: cercade duas dezenas de filmes de longa e curtas-metragens foramrealizados a partir de suas peças, romances e crônicas. É o quepretende mostrar o documentário Retratos Brasileiros NelsonRodrigues, que o Canal Brasil (Globosat) exibe nasegunda-feira, às 23 horas, abrindo o festival inspirado em suaobra. O documentário une depoimentos do crítico de teatroSábato Magaldi, do diretor Luiz Arthur Nunes, do cineastaNeville D´Almeida, além dos filhos do dramaturgo, Nelson e JofreRodrigues. "Na defesa de seu teatro, ele dizia o seguinte: pramim, homem de bem ou mau-caráter dá no mesmo. Porque eu querover o ser dramático. Mas, de repente, até o mau-caráter tem maiso ser dramático, mais intenso do que o homem de bem. E aí, osmeus personagens são como a vida, como a vida é...", conta seufilho, Nelsinho. Programação - A partir do dia 27, o canal por assinaturavai exibir um longa por dia, às 23h30, começando com TodaNudez Será Castigada, seguido de O Casamento e ASerpente (dia 28), Os Sete Gatinhos (2 de setembro), OBeijo no Asfalto (dia 3), Engraçadinha (dia 4),Perdoa-me por me Traíres (dia 9), Traição (dia 10) eGêmeas (dia 11). Nelson sempre acompanhou as versões cinematográficas desua obra até sua morte - depois de oito paradas cardíacassucessivas, ele não resistiu e morreu na manhã do dia 21 dedezembro de 1980, um domingo de muito calor. Estava com 68 anose sua morte foi oficialmente anunciada às 8 horas da manhã. Oenterro poderia ter acontecido à tarde, mas realizou-se no diaseguinte porque Nelson achava "abominável" a pressa com que asfamílias costumam livrar-se dos seus mortos, sem dar a estes apossibilidade de ressuscitar. Entre seus últimos escritos, aliás estava um bilhete, deixado sobre sua estante de livros, quedizia: "Gosto da vida."Serviço - Semana Nelson Rodrigues. De terça a sábado, das 10 às19 horas. Mais informações sobre a programação pelo sitewww.sescsp.org.br/. Sesc Santo Amaro. Rua Amador Bueno, 505, SãoPaulo, tel. 5525-1855. Até 24/8

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.