Orhan Pamuk cancela viagem por temer atentado

O prêmio Nobel de Literatura, o turco Orhan Pamuk, cancelou uma viagem que faria à Alemanha porque teme ser alvo de atentados nacionalistas turcos. A decisão está relacionada a ameaças dos autores do assassinato do jornalista turco-armênio Hrant Dink. A editora Hanser lamenta a decisão de Pamuk e espera poder reagendar a visita ao país em breve. Pamuk, que teve um problema com a Justiça turca por falar do massacre perpetrado contra os armênios durante o Império Otomano, havia qualificado de responsáveis pela morte de Dink aqueles que defendem ?a humilhação do Estado e da idiossincrasia turca?. Neve, romance político de Pamuk premiado com o Nobel em 2006, chegou às livrarias do Brasil em outubro. O livro conta a história do poeta turco Ka, que deixa o exílio na Alemanha com o pretexto de investigar uma onda de suicídio entre jovens muçulmanas em um vilarejo isolado na Turquia. Durante a visita, uma nevasca bloqueia todas as estradas que levam a cidade, e um ator veterano aproveita a situação para liderar um golpe militar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.