Orçamento é maior desafio, diz novo diretor da Pinacoteca

Durante este ano, Marcelo Araújo vai seguir a agenda de exposições já definida por Emanoel Araújo, que inclui uma retrospectiva de Arthur Luiz Piza, grande exposição de arte espanhola do século 18, e individuais de Iole de Freitas e Ivens Machado.A saída de Marcos Mendonça da Secretaria da Cultura não o preocupa?Marcelo Araújo - Vejo essa mudança com muita serenidade e acredito que novo secretário dará continuidade à política de Mendonça. Contudo, minha indicação foi uma demonstração de maturidade da área museológica no Brasil, na medida em que não foi baseada em critérios políticos, mas na experiência e capacidade técnica, que é o que eu tenho a oferecer à Pinacoteca.De que modo administrar uma instituição pública para que os interesses culturais não fiquem em segundo plano, em relação aos políticos? Primeiro, ao formular política cultural clara, transparente e pública para essa instituição. A fim de que ela possa posteriormente ser avaliada, pela população, se está alcançando seus objetivos e oferecendo uma gestão voltada aos interesses do povo. Quais os problemas que um museu público enfrenta no Brasil?O maior desafio não é novo: orçamento. É notório que os recursos públicos para a cultura vêm diminuindo. Isso obriga a instituição a procurar recursos na iniciativa privada, o que coloca uma série de problemas.Como o sr. vê o problema crônico da falta de público?A finalidade primordial das instituições museológicas, o público, deve tornar-se objetivo a ser perseguido de maneira real. Essa foi uma das grandes lições deixadas por Emanoel. É preciso criar uma série de condições para dar acesso real para a população brasileira.De que maneira vai lidar com o público não especilizado?O museu deve criar condições para que as pessoas desenvolvam sua capacidade visual de leitura das obras de arte, se enriquecendo do conteúdo que elas trazem. Incrementar esse processo, leva a uma melhora da cidadania. A Pinacoteca deve promover uma interação do visitante com as obras de arte. Quais os desafios da Pinacoteca?Um ponto fundamental é reforçar a área de ação educativa, onde o museu, de maneira concreta, realiza seu papel de mediação entre o acervo exposto e o público.Como a Pinacoteca deve se relacionar com a sociedade?A idéia é fazer parcerias, realizar mostras, ações educativas até livros. Depois, essa ação vai ocupar universidades, centros de pesquisa, escolas e organizações sociais, fazendo com que a Pinacoteca tenha presença maior na sociedade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.