Oramas vai ser o curador da Bienal

O venezuelano Luis Pérez-Oramas vai ser o curador-geral da 30.ª Bienal de São Paulo, que ocorrerá em 2012. Curador de arte latino-americana do MoMA (Museu de Arte Moderna de Nova York), Oramas é também escritor, poeta e historiador, com PhD em História da Arte pela École des Hautes Études en Sciences Sociales (Paris). Sua última atividade relacionada ao Brasil foi a curadoria da mostra itinerante O Alfabeto Enfurecido, que travou diálogo entre as obras da suíço-brasileira Mira Schendel e o argentino León Ferrari e foi exibida na Fundação Iberê Camargo. Na etapa final de seleção da curadoria da 30.ª Bienal, Oramas concorria com a brasileira Suely Rolnik.

, O Estado de S.Paulo

14 de fevereiro de 2011 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.