Oprah e Tom Cruise, prontos para show do Nobel

O ator Tom Cruise e a apresentadora Oprah Winfrey disseram hoje que apresentar o show deste ano do Prêmio Nobel da Paz para 450 milhões de pessoas é tanto uma honra como uma maneira de contribuir na luta pela paz.Oprah e Cruise vão apresentar o show de hoje à noite em Oslo, em honra da ambientalista queniana Wangari Maathai. O show terá a participação de estrelas musicais como a cantora de soul fenômeno do momento, Joss Stone, o italiano Andrea Bocelli, a cantora de jazz Diana Krall, e estrelas pop como Cyndi Lauper e Patti Labelle.Oprah disse que ela não precisou pensar duas vezes antes de aceitar o convite de apresentar o espetáculo, que será transmitido ao vivo para mais de 100 países. "Estou porque, afinal, quando o Comitê do Nobel convida, você tenta responder que sim", brincou a apresentadora. "Além disso, eu gosto de ir onde quer que Tom Cruise esteja. Se você tem o Comitê do Nobel e Tom Cruise, quem vai dizer não?", ela disse.Cruise disse que a religião dele, Cientologia, foi um dos motivos principais para que ele aceitasse o convite. "Uma das coisas nas quais eu acredito (como praticante da Cientologia) é a paz, a liberdade. Estou apenas orgulhoso de estar aqui", disse o ator.Wangari, de 64 anos, é ministra do meio ambiente do Quênia e foi premiada como fundadora movimento do cinturão verde, que busca dar poder às mulheres, melhorar o meio ambientem (plantando 30 milhões de árvores), além de lutar contra a corrupção na África por quase 30 anos.Oprah e Cruise elogiaram a escolha de Maathai, a primeira ambientalista e a primeira mulher africana a receber o prêmio. "Que ocasião importante está é, não apenas para as mulheres africanas, mas particularmente para garotas africanas", disse Oprah. "Em Wangari, as meninas africanas podem ter um modelo que elas podem seguir e dizer ´quero ser como ela´", completou a apresentadora.O show está marcado para as 20 horas, (17 horas de Brasília) e será exibido pelo canal E! Entertainment Television em 23 de dezembro.

Agencia Estado,

11 de dezembro de 2004 | 14h54

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.