Ópera marca início de nova direção no Municipal do Rio

A montagem de Madame Butterfly,que estréia amanhã no Municipal do Rio substitui a óperaLa Gioconda, cancelada no início de junho, e é a primeira danova direção, encabeçada pelo secretário de Estado da Cultura epresidente da fundação que mantém o teatro, Antonio Grassi. AGioconda seria apresentada também no Municipal de São Paulo.O Rio não sabe precisar quanto custaria a Gioconda, mas coma Butterfly serão gastos R$ 600 mil. São Paulo optou por tambémapresentar a Butterfly, mas, segundo a direção do Municipalpaulistano, financeiramente as coisas não mudaram muito: serãogastos os mesmos R$ 350 mil, referentes a cachês de elenco ediretora cênica. O corte de gastos foi uma das explicações dadas porGrassi para as alterações na programação (as óperas Fosca eCenerentola também foram canceladas, e serão substituídaspossivelmente pela produção paulistana de João e Maria).Além dessas mudanças, Grassi - ao lado do maestro Sílvio Barbato que se tornou diretor musical do teatro - também cancelou todosos contratos estabelecidos com artistas estrangeiros - maestros,diretores e cantores. Outra mudança pela qual passou o teatrofoi a saída do maestro Luiz Fernando Malheiro do posto dediretor musical convidado. Malheiro, atual diretor do Teatro Amazonas, deudeclarações na época criticando Grassi, em especial ocancelamento dos contratos, atitude que ele classificou com"irresponsável". Em contrapartida, Grassi procurou ressaltarque, parte integrante da Secretaria de Estado da Cultura, oTeatro Municipal precisava adequar-se à complicada realidadeorçamentária do governo. Em São Paulo, a produção deve estrear no dia 19, sobregência de Ira Levin. Eliane Coelho também vai interpretar opapel-título, só que com o tenor Andrej Lantsov ao seu lado,como Pinkerton. O restante do elenco é formado por BernadettWiedemann, Pepes do Vale, Ron Peo, Daniel di Carli, SergioWeintraub, Sandro Bodilon, Jang Ho Joo e Joaquim Rollemberg.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.