ONU nomeia o escritor Paulo Coelho Mensageiro da Paz

O brasileiro que mais vende livros no mundo é nomeado no Dia Internacional da Paz

21 de setembro de 2007 | 15h46

A ONU nomeou nesta sexta, 21, o escritor Paulo Coelho seu novo Mensageiro da Paz, ao lado da princesa jordaniana, Haya, do maestro argentino-israelense Daniel Barenboim e do violonista americano Midori Goto. O anúncio foi feito durante a cerimônia de comemoração do Dia Internacional da Paz na sede da ONU em Nova York presidida pelo secretário-geral da entidade, Ban Ki-moon. O secretário esteve acompanhado de três dos Mensageiros da Paz das Nações Unidas, o Prêmio Nobel de Paz Elie Wiesel, o ator Michael Douglas e a bióloga britânica Jane Goodall. Ban declarou que a preservação da paz é a responsabilidade principal da ONU, que atualmente tem destacados mais de 100 mil capacetes azuis e pessoal civil em missões no mundo todo. "O trabalho em favor da paz é vital, mas não é fácil. De fato, em várias comunidades no mundo a paz é uma meta que não se consegue alcançar. Dos campos de refugiados de Chade e Darfur aos becos de Bagdá, a busca da paz está cheia de derrotas e sofrimento", acrescentou. Ban afirmou em comunicado que escolheu Paulo Coelho por ter sido um ativista político desde sua juventude em favor das classes mais pobres de seu país, e que com sua obra promoveu o diálogo entre diferentes culturas. "Aceito com gosto esta responsabilidade e me comprometo a fazer o máximo para melhorar o futuro desta e das próximas gerações", apontou o escritor brasileiro em sua mensagem. Os Mensageiros da Paz são designados pessoalmente pelo secretário-geral das Nações Unidas, com base em seu trabalho em campos como artes plásticas, literatura ou esporte, e seu compromisso de colaborar com os objetivos da ONU. Entre as personalidades designadas como Mensageiros da Paz está o falecido tenor italiano Luciano Pavarotti. O Dia Internacional da Paz foi estabelecido em 1981 pela ONU como uma celebração anual de cessar-fogo e não-violência em nível mundial.

Tudo o que sabemos sobre:
Paulo CoelhoONUMensageiro da Paz

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.