ONG foi criada em 2001, nos Estados Unidos

Fundada em 2001, a Creative Commons é uma organização não governamental sem fins lucrativos localizada em São Francisco, Califórnia, nos Estados Unidos. Inspirado no conceito de copyleft (em oposição a copyright), sua missão é expandir a quantidade de obras criativas disponíveis, por meio de suas licenças que permitem a cópia e compartilhamento com menos restrições que a tradicional forma de preservar direitos. Para esse fim, a organização criou diversas licenças, conhecidas como licenças Creative Commons.

, O Estado de S.Paulo

04 de fevereiro de 2011 | 00h00

Um dos fundadores é Lawrence Lessig, professor de Direito da Universidade Stanford que, em 2003, solicitou que a suprema corte dos EUA declarasse inconstitucional a atual legislação sobre direitos autorais. O primeiro conjunto de licenças copyright foram lançadas antes, em dezembro de 2002. Tais licenças possibilitam que os proprietários de conteúdos (ou aqueles que detêm os direitos) possam abrir mão de alguns desses direitos em favor do interesse público, ainda que retenham outros desses direitos.

Em 2004, Gilberto Gil foi o primeiro compositor brasileiro a permitir que usuários incorporassem as músicas dele em suas próprias criações - a música Oslodum pôde ser livremente baixada e retrabalhada, sem que houvesse a necessidade de sua autorização. "Estou fazendo isso como artista", reconheceu ele, na época. Gil via o Creative Commons como uma forma de desbloquear o potencial criativo da tecnologia digital.

Nos anos 1990, quando estava em Nova York, Gil ouviu recriações ilegais de Andar com Fé e Realce. "É necessário retirar esse tipo de versão do campo da pirataria e da ilegalidade", disse ele, quando anunciou a liberação de Oslodum. No Brasil, a Creative Commons é representada pelo Centro de Tecnologia e Sociedade da Faculdade de Direito da Fundação Getúlio Vargas, no Rio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.