Charles Sykes/ AP
Charles Sykes/ AP

One Direction anuncia que virá ao Brasil

Fenômeno inglês anuncia sua nova turnê para 2014; shows no Brasil serão dias 8 e 10 de maio, no Rio e em São Paulo

PEDRO CAIADO / LONDRES, O Estado de S.Paulo

17 de maio de 2013 | 02h07

Sem dúvida os meninos da banda teen One Direction estão aproveitando a onda de sucesso que tomou a América e o resto do mundo, exportando o seu estilo britânico com músicas pop chiclete. O primeiro álbum Up All Night vendeu mais de cinco milhões de cópias e se manteve no topo das paradas americanas, algo que há muito não se via na indústria fonográfica, levando a comparações com os Beatles e afirmações como a da revista The New Yorker, de que a banda tomou a América. Estima-se que entre álbuns, DVDs, merchandising e ingressos de shows a banda faturou quase U$162 milhões no ano passado. O 1D é um fenômeno que já virou boneco da Hasbro e estátua de cera no museu Madame Taussauds de Londres.

Foi durante uma pausa das filmagens do novo filme, This is Us, que mostrará os bastidores da banda brevemente nos cinemas, que Harry, Liam, Niall, Zayn e Louis anunciaram aos jornalistas do mundo a surpresa: a nova turnê Where We Are que passará pelo Brasil. "Vamos primeiro na América Latina e depois para o Reino Unido", anunciou Niall Horan, o louro integrante irlandês da banda. "Vamos a países como Argentina, Colômbia, Paraguai, Peru e Brasil", disse ele acrescentando que em Londres farão shows no estádio Wembley, lugar geralmente reservado às grandes bandas de rock. "Vamos anunciar mais datas. Esse é só o inicio", concluiu ele com animação ao lado dos colegas, em um pequeno auditório dentro do estádio. Os shows no Brasil serão no Rio de Janeiro, dia 8 de maio de 2014, na Apoteose, e em São Paulo, dia 10 de maio do mesmo ano, na Arena Palmeiras. "Há vários lugares ao redor do mundo que não tivemos a oportunidade de nos apresentar. Estamos muito ansiosos", disse Liam Payne.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.