Ombudsman defende fim do jornalismo na TV Cultura

A TV Cultura e seu ombudsman, Oswaldo Martins, não estão se entendendo sobre o jornalismo na emissora. A diretoria da rede, por meio de sua assessoria de Imprensa, informou não concordar com as críticas feitas por Martins no site do canal, pregando o fim do jornalismo na TV Cultura.A direção afirma que a opinião do ombudsman não reflete nem expressa as idéias da emissora e nunca cogitou acabar com a produção de jornalismo da casa. A emissora afirma que faz parte de sua missão informar os cidadãos.A Cultura também fez questão de frisar que a saída do diretor de Jornalismo, Pola Galé, que vinha ocupando o cargo interinamente, nada tem a ver com os comentários de Martins. Anunciou ainda que Albino de Castro assume o cargo deixado por Galé (que continua no canal) a partir do dia 10.Martins é o primeiro e único ombudsman da televisão brasileira. Não é de hoje que tece críticas ao jornalismo da emissora no site da Cultura. Artigo seu de 11 de janeiro traz no título: "Os telejornais estão em baixa". No texto, fala sobre a queda de audiência do Jornal Nacional e já critica o jornalismo da Cultura.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.