Olavo é o assassino de Taís na novela 'Paraíso Tropical'

Revelação de que Ivan é filho de Antenor e clima de triller são as surpresas finais de Gilberto Braga

28 de setembro de 2007 | 21h38

A primeira grande surpresa do último capítulo de Paraíso Tropical: Ivan (Bruno Gagliasso) era filho de Antenor (Tony Ramos). A partir dessa revelação as peças do quebra-cabeças foram pouco a pouco se encaixando. Olavo convessou que matou Taís Grimaldi (Alessandra Negrini) e cometeu todos os outros crimes da trama. Veja também'Paraíso Tropical' bate nos 56 pontos no último capítulo Especial traz resumo de Paraíso Tropical    Veja grandes momentos de Olavo e Bebel  A novela registrou sua audiência recorde de 56 pontos na Grande São Paulo, conforme medição instantânea do Ibope. Cada ponto equivale a 54,4 mil domicílios. Ainda segundo o Ibope, quatro de cada cinco casas que tinham TVs ligadas acompanharam a solução do mistério de quem matou Taís. Uma cena de filme policial com Olavo (Wagner Moura) e Jáder (Chico Diaz) fugindo ao serem surpreendidos por Antenor (Toni Ramos), Daniel (Fábio Assunção) e Vidal (Otávio Muller) deu início ao último capítulo da novela das nove, de Gilberto Braga e Ricardo Linhares, dirigida por Dennis Carvalho, na Rede Globo.  Na fuga, Jáder e Olavo correram por escadas rolantes, trocaram tiros com o segurança de Antenor no estacionamento, foram baleados. Olavo saiu dirigindo o carro, deixou Jáder ferido no chão e continuou a fuga, sendo perseguido apenas por Daniel. Antenor ficou e acompanhou Jáder na ambulância, recebendo a notícia de que Ivan era seu filho.  Olavo foi até a casa da mãe em busca de seu passaporte para deixar o país. Surpreendido por Daniel, fez de Ivan seu refém. Antenor chegou e  pediu  que não matasse seu filho. Corta. Remake da cena em que Olavo contou a Jáder todo seu plano, ao dar um táxi ao irmão e obrigá-lo a assinar um papel deixando toda sua herança para ele. Ivan sempre pensou que era filho de um motorista e não tinha nada para deixar para ninguém. O plano de Olavo era ainda matar a mãe para se tornar o único herdeiro, mas Taís ouviu tudo e ele propôs que ela o ajudasse a matar Ivan e Marion em troca de 30% da herança. Taís foi então buscar o passaporte na casa de Daniel, quando Olavo a seguiu e tocou a campainha. Propôs que tomassem um uísque para selar a parceria e quando Taís perdeu os sentidos, Olavo a levou para a cozinha e abriu o gás. De volta ao apartamento de Marion, Olavo contou que matou Lutero (Edwin Luisi) porque ele queria separação total de bens em seu casamento com Alice (Guilhermina Guinle). Disse também que soube pelo pai que Ivan era filho de Antenor. Marion perdeu um filho pouco antes de nascer e adotou uma criança que a copeira de Antenor em Paraty pretendia abandonar, sem saber que era filho do empresário. Ivan se revoltou com toda a história, tirou a arma da mão de Daniel e atirou em Olavo, que atirou em Ivan. Ambos morreram. Histórias de casais A perseguição a Olavo e toda a revelação de quem matou Taís foram entremeadas por outras cenas... Paula (Alessandra Negrini) desmascarou Bebel (Camila Pitanga), com o delegado Hélio (Ernani Moraes) escondido ouvindo a notícia de que o filho que ela esperava era de Olavo e não de Antenor. Bebel fogiu num vacilo dos policiais, mas eles a reencontram no calçadão. O inimaginável aconteceu também, com Virgínia (Yoná Magalhães) aos abraços com Iracema (Daisy Lucidi), agradecida pela inimiga ter socorreido Belisário, após um mal estar por aumento de pressão. Claro que durou pouco. De volta ao Copamar, elas voltaram a discutir. Gustavo (Marco Ricca) e Dinorá (Isabela Garcia) se encontraram no parque de diversões, por armação de seus filhos, como no primeiro dia em que saíram juntos e deram o primeiro beijo. Ele comprou algodão doce para ela, andaram de roda gigante e, depois,  protagonizaram a cena de casamento de todo último capítulo de novela. O anunciado momento Naomi Campbell aconteceu mesmo, quando Alice discutiu com uma empregada do Hotel Duvivier e jogou o celular na sua testa. Cássio (Marcello Antony) procurou Lúcia (Glória Pires) para lhe dizer que ele e Joana (Fernanda Machado) iriam ter um filho e tentar convencê-la a voltar para Antenor. Mateus  (Gustavo Leão) encontrou um novo amor, numa breve aparição da atriz Mariana Ximenez na novela.  Camila (Patricia Werneck) e Fred (Paulo Vilhena) ficaram juntos. Antenor promoveu Tiago (Sérgio Abreu) a subgerente, o que descartou a possibilidade de ele se mudar para a Austrália, e lamentou que Rodrigo (Carlos Casagrande) tivesse escondendido o romance que havia entre eles.  Heitor (Daniel Dantas) e Neli (Beth Goulart) decidiram tentar de novo. Ao saber da morte de Jáder revelou que para liquidar a dívida de R$ 10 mil de Joana com o cafetão, conseguiu um emprego de representante de um jornal de bairro no Grajaú, trabalhando oito horas por dia, andando de salto alto na rua, vendendo anúncios em oficinas, padarias...  Antenor procurou Lúcia atormentado por ter perdido um filho cuja existência desconhecia e que morreu em seus braços. Entre óbvios abraços e lágrimas soube que ela estava grávida. Meses depois... Bebel Bebel chegou chique, vestida de branco, para visitar a amiga Marion em sua casa. Lamentou a morte de Olavo e contou que era agora exclusiva de um senador, prestes a dar um depoimento numa fictícia CPI dos Biocombustíveis. Marion sugeriu até que a amiga conseguisse um dinheirinho do senador, mas segundo Bebel ele estava passando por um problema de "solidez, não, liquidez, quer dizer, tem dinheiro no banco mas não pode mexer". Bebel estregou um telegrama de Urbano, cedendo o colar que pertenceu a sua mãe. Marion terminaria como camelô no mesmo calçadão de Copacabana que a socialite Alice varria, vestida de gari, como Naomi. O diretor da novela, Dennis Carvalho, não perdeu a oportunidade de  interpretar o senador Luis Fernando Cardoso que interrogou Bebel no Senado. "Dona Francisbel dos Santos, a senhora explique sua relação com nosso colega senador..." Ela disse que estava "num momento especial na minha vida, os fotógrafos me adoram estou aparecendo na revista, estou vivendo um momento especial, oi Marquinhos, oi, ele é um fotógrafo que está sempre na porta da minha casa. Sabe aquela parada da revista, rolou! Mas olha, excelências, vai ser nu artístico, porque meu sonho mesmo é ser apresentadora de TV". Paula e Daniel, na maternidade, aguardavam as enfermeiras entrarem no quarto com suas duas filhas, gêmeas idênticas, um sinal de que a história se repete... A última cena reuniu todo o elenco em um show de Milton Nascimento no Hotel Duvivier.  

Tudo o que sabemos sobre:
'Paraíso Tropical'

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.