Oficinas de férias abrem 3.926 vagas

No próximo dia 12 serão abertas as inscrições para as oficinas culturais de férias da Secretaria da Cultura do Governo do Estado de São Paulo. São 3.926 vagas gratuitas para 150 atividades culturais em todo Estado, com aulas e apresentações, de 22 de janeiro até 21 de fevereiro, envolvendo artes pláticas, teatro, cinema, desenho animado, circo, interpretação teatral, expressão corporal, grafite, história em quadrinhos, fotografia profissional, música, canto coral, desenho animado e dança.As oficinas acontecem em seis espaços na cidade de São Paulo e em Limeira, Sorocaba, Presidente Prudente, Bauru, Santos, Ribeirão Preto e São Carlos. São ministradas por profissionais reconhecidos em cada área, como a cantora Laura Finocchiaro, que coordena a oficina Redescobrindo o Som na Oficina Oswald de Andrade em São Paulo, e os professores da Circo Escola Picadeiro, que estão no workshop sobre circo da Amácio Mazzaropi, no bairro do Brás da capital.O coordenador Manoel Ribeiro Rodrigues afirma que o principal objetivo destas oficinas de férias é despertar a curiosidade das pessoas para que elas possam se envolver mais com a arte através das outras atividade ministradas pela secretaria durante o ano. "Por durar um mês, estas atividades servem apenas como estímulo à curiosidade artística", afirma. Manoel Ribeiro é o principal responsável pelas atividades da Oficina Cultural Regional Grande Otelo de Sorocaba, que espalha a programação da secretaria por mais 81 cidade da região. "Este ano vamos dar ênfase ao cinema", diz Manoel que programa a exibição de 12 filmes em praça pública.As oficinas culturais do Estado começaram com o governo de Franco Montoro (1982-86) e continuam até hoje espalhando as atividades pelo interior do Estado. "No começo da gestão Covas eram poucas oficinas e tivemos que pensar na quantidade dos eventos para criar uma tradição cultural, hoje já podemos começar a trabalhar as oficinas com mais ênfase no ´pensar´ do que no ´fazer´", explica Manoel.Entre os destaques da programação estão a oficina de teatro Processo de Criação - A Maçã de Eva, coordenada pela atriz Clarisse Abujamra; a montagem da peça As Filhas de Lear, dentro do projeto Oswald Convida, com a participação da atriz Ilana Kapler, ambas na Oswald de Andrade; e o debate Humor e Preconceito, na Casa Mário de Andrade, que tem a humorista Gorete Milagres como uma das participantes.Na oficina Carlos Gomes, em São Carlos, acontece a Grafias da Luz - processos para captação e elaboração da imagem através da fotografia, com a coordenação de Mário Espinosa, Cândida de Godoy e Oliver Mann. Em Bauru, o rapper Thaíde faz workshop sobre rap e movimento hip-hop. Na Timochenco Wehbi, em Presidente Prudente, Moisés Miastkwosky ministra a oficina Cenas Rodrigueanas, sobre a obra de Nelson Rodrigues.

Agencia Estado,

04 de janeiro de 2001 | 19h25

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.