Ocimar Versolato consegue liminar que destitui ex-sócio

A Justiça do Rio concedeu uma liminar ao estilista Ocimar Versolato destituindo seu sócio, Sérgio Habib, da função de administrador da empresa e nomeando como interventor o administrador de empresas Roberto Macedo. Segundo Versolato, Habib nunca o informou sobre a sua intenção de acabar com a sociedade. ´Para mim, foi uma surpresa. Ele me ligou no dia 1.º de abril para dizer que tinha resolvido terminar com a grife. Atuou como se eu não fizesse parte da empresa.´O estilista afirmou que, desde o começo, o administrador não considerava suas opiniões. ´Quando voltei da França, depois de fechar o meu ateliê de Paris, toda a imprensa especulou sobre o que tinha acontecido lá. Dessa vez, vou deixar tudo bem esclarecido´, disse Versolato. Versolato, que continua com 20% da sociedade, afirmou que não tem intenção de fechar as cinco lojas ainda abertas, mas que o novo administrador decidirá se é viável manter a empresa em funcionamento. Se for assim, estudarão a possibilidade de readmitir os quase 100 empregados que foram demitidos, de um total de 300 funcionários.Ao anunciar o fim da sociedade, os empresários Sérgio e Sandra Habib alegaram que os R$ 15 milhões de investimento não estavam tendo o retorno esperado. ´Como é possível ter retorno em apenas cinco meses?´, questionou o estilista.A liminar que destitui Habib foi concedida pelo juiz Antônio Carlos Cortes Esteves na segunda-feira. Os assessores de Habib, que não tinham conhecimento da decisão do juiz, asseguraram que vão recorrer. ´Eles estão viajando e não sabem de nada, mas, com certeza, vão se decepcionar com a notícia´, declarou o diretor das empresas de participação de Sergio Habib, Tito Jorge.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.