"Ocas" comemora 3 anos com risco de fechar

A revista Ocas completa hoje três anos e, para comemorar, vai inaugurar uma exposição de todas as capas já publicadas, além de apresentar outras revistas de rua de outros países, no Centro Cultural São Paulo (R. Vergueiro, 1000 - até o dia 31). No evento, será lançada a edição especial de aniversário, que traz diversas colaborações especiais - como a do jornalista Xico Sá e dos próprios vendedores, na seção Cabeça sem Teto, que escreveram depoimentos, a partir das oficinas de criação da revista, inspirados em pessoas que vivem nas ruas. Se você nunca encontrou vendedores da Ocas no Espaço Unibanco ou na Fnac não pode perder a oportunidade de conhecer o trabalho realizado pela Organização Civil de Ação Social (Ocas), entidade sem fins lucrativos que luta pelo resgate social de pessoas em situações de rua e que corre o risco de fechar por falta de patrocínios. A revista Ocas custa R$ 3, sendo que desse valor, R$ 2 são do vendedor e R$ 1 fica para a manutenção do projeto."Atualmente contamos com o apoio da Litokromia (parque gráfico), que imprime gratuitamente os 7.500 exemplares mensais e que, juntamente com os voluntários, garantem a sobrevivência da organização", conta Guilherme Araújo, diretor da organização. A manutenção da estrutura da revista Ocas gira em torno de R$ 10 mil ao mês e está longe de ser a ideal, segundo Araújo. "Esse valor não nos permite novos passos, seja pela impossibilidade de profissionalização da equipe, investimentos em cursos, divulgação, qualidade da revista, etc.", explica o diretor. A revista, ligada ao movimento mundial de publicações de rua INSP (sigla, em inglês, para Rede Internacional de Publicações de Rua), está aberta para receber investimentos de pessoas físicas e jurídicas, como também disposta a trabalhar através de permutas. "Ocasionalmente são negociados serviços em troca de espaço publicitário na publicação", diz Araújo. Os interessados em ajudar podem enviar um e-mail para ocas@ocas.org.br.

Agencia Estado,

15 de julho de 2005 | 13h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.