Divulgação
Divulgação

Obras de Banksy arrecadam dobro do esperado em leilão

Artista britânico esconde sua identidade e nome real

REUTERS

30 Janeiro 2015 | 09h15

Obras do grafiteiro britânico Banksy foram vendidas pelo dobro dos valores estimados em um leilão em Londres que ofereceu trabalhos seus e de outros artistas contemporâneos, informou a casa de leilões Bonham's nesta quinta-feira.

Rude Copper, obra de Banksy de 2002 feita com spray e silkscreen que mostra a imagem de um policial britânico fazendo um gesto obsceno, foi a campeã, arrecadando 32.500 libras esterlinas – a estimativa era de 12 mil libras.

A Bonham's disse que as estampas de Banksy pertencentes à coleção de Steve Lazarides, um divulgador da arte de rua, obtiveram 434.600 libras esterlinas no leilão de quarta-feira, e 30 delas foram compradas por preços acima do esperado.

Estimadas em 12 mil libras esterlinas cada, Christ with Shopping Bags (2004), uma recriação de imagens associadas à crucificação, arrecadou 22.500 libras, e Flower Thrower (2003) saiu por 20.625 libras esterlinas cada. Laugh Now (2004) e Festival (2006) foram vendidas por 20 mil libras cada, tendo sido avaliadas em oito e seis mil libras, respectivamente.

Banksy é o pseudônimo de um grafiteiro que surgiu em um grupo de artistas de rua alternativos em Bristol, na Inglaterra. Ele esconde sua identidade e nome real, e suas obras são muito procuradas por colecionadores de arte.

O principal item do leilão foi Dance With the Devil, obra de 2013 do irlandês Conor Harrington, uma pintura a óleo e spray em linho esticado, que tinha sido estimada entre 30 mil e 50 mil libras esterlinas e foi adquirida por 77.500 libras.

As pinturas de Harrington, que começou a carreira como grafiteiro em meados dos anos 1990, foram compradas por celebridades como Alicia Keys, Jared Leto e Damien Hirst.

Mais conteúdo sobre:
artesBanksy

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.