Reuters
Reuters

Obras de arte de David Bowie arrecadam 30 milhões de dólares em leilão

Alguns itens deles foram vendidos por muito mais do que os preços estimados

Marie-Louise Gumuchian, Reuters

11 Novembro 2016 | 16h38

Um primeiro leilão com itens da coleção de arte particular do falecido astro do rock David Bowie arrecadou mais de 30 milhões de dólares, e alguns deles foram vendidos por muito mais do que os preços estimados.

Na noite de quinta-feira, 10, em um salão lotado, a casa de leilões Sotheby's realizou a primeira de três vendas de obras de arte da coleção Bowie/Collector pertencente ao ícone da música, que morreu em janeiro aos 69 anos de idade, rendendo 30,66 milhões de dólares.

"David sempre gostou de compartilhar as obras da coleção, emprestando a museus e apoiando ativamente a arte e os artistas que eram parte de seu mundo", disse um comunicado da Sotheby's citado pelo espólio de Bowie.

"Embora a família tenha ficado com algumas peças de significado especial, agora era hora de outros compartilharem o amor de David por estas obras notáveis e permitir que elas perdurem."

Entre os trabalhos postos à venda estava a pintura Air Power, do falecido artista norte-americano Jean-Michel Basquiat, que foi comprada por 8,96 milhões de dólares, aí incluído o adicional da casa de leilões - muito mais do que o valor estimado de 2,5-3,5 milhões de dólares.


 

Mais conteúdo sobre:
David BowieSotheby''sDavid

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.