Obras brasileiras são expostas em museu de Madri

Obras de Iberê Camargo, Carlos Zílio e Isabel Pons estão entre as 65 apresentadas na mostra

EFE,

24 de abril de 2009 | 15h57

A mostra Gravuras Brasileiras do Século XX foi inaugurada hoje na sede da Secretaria Geral Ibero-Americana (Segib) em Madri e apresenta obras de alguns dos períodos mais destacados da arte do país.

 

"Os artistas brasileiros do início do século XX são os que mostram uma ruptura com a arte anterior", disse Luiz Dolino, um dos organizadores da exposição que vai até o dia 13 de maio.

 

Composta por 65 obras, a mostra tem o objetivo de "democratizar a imagem artística que antes estava restrita a um público limitado e privilegiado", segundo Dolino.

 

O Segib recebe quadros de nomes como Iberê Camargo, Carlos Zílio e Isabel Pons.

 

O organizador do evento destacou as obras de Lívio Abramo e Oswaldo Goeldi.

 

"Ambos são grandes expoentes pelas suas criações e pelas de seus discípulos", disse.

 

A exposição poderá ser vista na Casa do Brasil, na capital espanhola, a partir de 15 de maio. Em seguida, será transferida para o Palácio Maldonado de Salamanca, sede da Fundação Cultural Hispano Brasileira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.