Obra restaurada na Itália pode ser de Raphael

Depois de remover camadas de sujeira de uma faixa religiosa, especialista italianos descobriram uma assinatura que acreditam ser de um jovem Raphael, disse hoje uma historiadora. Giordana Benazzi, que está à frente da restauração há três anos, disse que a imagem de Jesus Cristo deve ter sido pintada entre 1498 e 1999, quando o mestre renascentista teria entre 15 e 16 anos de idade. "Era apenas uma hipótese no começo, ninguém poderia imaginar que era de Raphael", disse Giordana à agência de notícias Associated Press.A faixa estava em uma igreja na cidade de Gubbio, até três anos atrás, quando foi enviada para restauração. Até então, historiadores da arte atribuíam a obra a um artista de Gubbio. A faixa de linho tem dois metros de altura e mostra Cristo entre Santo Ubaldo e São Francisco de Assis. Giordana, uma especialista em arte na região da Umbria, disse que as duas primeiras letras da assinatura, um R e um V, remetem a Raphael Urbinas, representando o nome latino do artista. Ela disse que estudos cruzados com outras obras de Raphael no mesmo período e o uso dos mesmos matérias ajudaram a confirmar a autoria. A faixa, que foi usada em procissões religiosas, estava em péssimo estado de conservação quando o trabalho de restauração começou. "Parecia um tecido amassado pendurado na igreja, disse Giordana.Enquanto o estilo geral da obra não é tão refinado como o trabalho posterior de Raphael seria, alguns elementos da faixa são similares como outras produções do artista. A especialista disse que dois documentos, um de 1502 e outro de 1505, indicam que Raphael pode ter estado em Gubbio quando o trabalho foi pintado. Restauradores continuam limpando o lado oposto da faixa, que dizem levará mais dois anos. Quando o trabalho for finalizado, a obra será exposta no Museu Diocesano de Gubbio.

Agencia Estado,

14 de outubro de 2004 | 13h45

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.