Obra ficou pronta ''em cima da hora''

Dionysos ficou pronta no final de maio, dois meses antes da sua estreia. A direção cênica foi de Pierre Audi e a interpretação musical do maestro Ingo Metzmacher à frente da Sinfônica de Berlim. A ópera é resultado do interesse do compositor Wolfgang Rihm por Friedrich Nietzsche, sua personalidade muito intelectual, visionária e poética, e intercala textos do filósofo com seus dados biográficos.

, O Estado de S.Paulo

28 de agosto de 2010 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.