Obra de Van Gogh é leiloada por mais de US$ 40 milhões

Um retrato de Vincent Van Gogh foivendido hoje por US$ 40,3 milhões, enquanto um óleo de Pablo Picassofoi arrematado por US$ 34,7 milhões num leilão de arte moderna eimpressionista da casa Christie´s. A tela de Van Gogh, L´Arlésienne, Madame Ginoux (1890) foiadquirida por um colecionador anônimo. O preço inclui a comissão dacasa de leilões, e foi atingido numa disputa que começou em US$ 26milhões. O retrato pertencia à coleção da família Bakwin e era avaliadopelos especialistas da Christie´s em US$ 40 a 50 milhões. Ao fim do leilão, o presidente honorário da Christie´s Americas,Christopher Burge, comentou que o preço foi maravilhoso para estetipo de obra de Van Gogh.A pintura é a mais importante de uma série de cinco óleos que opintor holandês fez em fevereiro de 1890. Foi uma homenagem a seu amigo e colaborador Paul Gauguin, a quem não via mais desde que havia sido internado num asilo. A retratada, Madame Marie Ginoux, era a proprietária de um caféfreqüentado pelos dois artistas. Ela aparece sentada, com a cabeçaapoiada numa das mãos, com livros sobre a mesa. Entre eles estáContos do Natal, de Charles Dickens. O segundo maior valor no leilão foi Le Repos (1932), dePicasso. O lance final, de US$ 34,7 milhões, foi muito acima daprevisão de US$ 20 milhões. A disputa acirrada partiu de US$ 9,5 milhões, com lances tanto na casa de leilões quanto por telefone. A obra foi adquirida pelo galerista americano Larry Gagosian, "presumivelmente como intermediário de um cliente", segundo Burge. A pintura tinha despertado altas expectativas. Seu vendedor é umneto do artista, Bernard Picasso, e ela nunca tinha saído do núcleofamiliar. Segundo John Richardson, biógrafo de Picasso, é "uma desuas pinturas mais trágicas e poderosas", uma obra "realmentegrandiosa". O óleo retrata em cores contrastadas e com formas sinuosas adançarina russa Olga Khokhlova, que foi casada com Picasso, em fusãocom a amante do artista, Marie-Thérèse Walter. O resultado éinterpretado como uma "união psicológica do bem com o mal". Outro retrato de Picasso vendido no leilão foi o de Germaine(1902), pertencente à "fase azul" do artista. A peça, que estavaavaliada em US$ 12 a 18 milhões, foi adquirida por US$ 18,6 milhõespela Acquavella Galleries. Outros dois Picassos, Tête de Femme (Dora Maar) (1937), eFemme se Coiffant (1956) foram vendidos por US$ 5,6 e 3,3milhões, respectivamente. Burge considerou o leilão de arte moderna e impressionista, oprimeiro da temporada de primavera em Nova York, bastante sólido,reflexo de um mercado enlouquecido, disse ele, composto por colecionadoresapaixonados que compraram cuidadosa e inteligentemente. No total, o leilão arrecadou US$ 180 milhões, vendendo 43 das 50obras oferecidas. A previsão era de US$ 144 a 197 milhões. Burgeacrescentou que 51% dos compradores eram norte-americanos, 36% europeus,5% asiáticos e 9% de outros países e regiões.

Agencia Estado,

03 de maio de 2006 | 11h21

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.