Obra de Murilo Mendes ganha novas edições

O centenário de seu nascimento do poeta Murilo Mendes é o motivo do relançamento de seus livros. Poesia Liberdade e Tempo Espanhol são os primeiros da lista da editora Record. As novas edições contam com um projeto gráfico da artista plástica Regina Ferraz e prefácios de estudiosos e críticos da obra de Murilo Mendes. Mais três títulos do poeta serão relançados pela: Poemas, A Idade do Serrote e Metamorfoses. Murilo Mendes nasceu em 13 de maio de1901, em Juiz de Fora, Minas Gerais. A obra do poeta mineiro é permeada de fatos e personagens da época em que viveu. Aos 9 anos presenciou a passagem do cometa Halley, o que considerou uma inspiração poética. Aos 16, fugiu do Colégio Interno Santa Rosa, em Niterói para assistir apresentações dos balés russos de Sergei Diaghilev, no Teatro Municipal, do Rio de Janeiro. Sempre manifestando seu espírito contestador, o poeta foi amigo de Ismael Nery e Jorge de Lima, conheceu René Magrite e experimentou as mais variadas formas de expressão lírica, passando pelo surrealismo e pelo concretismo, ora elogiando, ora satirizando. Murilo Mendes é, enfim, um dos mais importantes e significativos poetas modernistas brasileiros, tendo várias de suas obras traduzidas para o italiano, o francês e o espanhol. Morreu no dia 13 de agosto de 1975 em Lisboa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.