Mario Tama/Reuters
Mario Tama/Reuters

Obra de Lichtenstein é leiloada por US$ 44,8 milhões em Nova York

Quadro 'Sleeping Girl' retrata uma jovem loira definida por especialista como um 'ícone da beleza'

EFE

10 de maio de 2012 | 10h26

A pintura Sleeping Girl, do ícone da pop art Roy Lichtenstein, que recria sua característica estética de história em quadrinhos, foi vendida quarta-feira em Nova York por US$ 44,8 milhões em um leilão de arte contemporânea realizado pela Sotheby's.

Qualificada pelo diretor da venda, Simon Shaw, como "a obra mais desejada" de Liechtenstein por ter permanecido em mãos privadas desde que foi pintada, em 1964, Sleeping Girl retrata uma jovem loira definida pelo especialista como um "ícone da beleza".

Por outros US$ 44,8 milhões foi vendida, minutos mais tarde, Figure Writing Reflected in Mirror, de Francis Bacon (1909-1992), obra que, segundo a Sotheby's, "busca sincronizar a essência de sua vida e a arte".

Gerhard Richter (1932) foi outro dos artistas mais cotados durante o leilão, graças a sua obra Abstraktes Bild 768-2, de 1922, arrematada por US$ 16,8 milhões, após ter permanecido em mãos privadas desde 1995.

Este quadro, segundo a casa de leilões, constitui um exemplo da abstração do artista alemão e de sua "audaz técnica, na qual reproduz um campo envolvente de cores primárias".

De Andy Warhol (1928-1987), vendeu-se por US$ 10,7 milhões Ten-Foot Flowers, uma serigrafia de grande formato que data de 1967, na qual o expoente da pop art refinou totalmente um ramo de flores que reproduziu em numerosas ocasiões e diversas gamas cromáticas.

O autorretrato de Jean-Michel Basquiat (1960-1988) The Ring, que representa o artista americano como se fosse um guerreiro primitivo preparado para a luta, atingiu US$ 7,6 milhões no leilão.

O quadro representa "um raro olhar à mente de um dos pintores mais aclamados e atormentados do século XX", descrevem os especialistas da Sotheby's. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.