Obra de Botero adquirida por preço recorde na Christie´s

O artista colombiano Fernando Botero atingiu um novo recorde em leilão, com a venda do quadro Os Músicos (1979) por US$ 2 milhões. A obra de Botero foi adquirida por um marchand americano, por telefone, no leilão de arte latino-americana da Christie´s por US$ 2,03 milhões, preço que inclui as comissões da casa.O resultado supera o recorde anterior do artista, que era de US$ 1,5 milhão, obtido em 1992 pela venda de A Casa das Gêmeas Arias (1973). Botero é o artista latino-americano vivo mais bem cotado em leilão.Na pintura, Botero mostra um grupo de nove músicos, num comentário sobre a identidade e a vida da classe média colombiana. A obra pertencia à coleção Tannenbaum, em Toronto, Canadá, que reúne em sua maioria trabalhos impressionistas. Ela ilustrou a fachada do catálogo da primeira exposição retrospectiva do artista na América do Norte, em 1979."Talvez seja a melhor pintura de Botero e uma das mais vobiçadas pelos colecionadores", disse Virgilio Garza, diretor do departamento de Arte Latino-americana da Christie´s. A obra estava fora do mercado público desde 1983, o que atraiu vários compradores ao leilão.Três esculturas de Botero foram oferecidas, sendo que duas delas ficaram na lista dos dez maiores preços: Natureza morta com melancia (1976-1977), por US$ 374.400, e Cavalo (2003), por US$ 408.000.Outra estrela do leilão foi o enigmático desenho "Sem título" (1944), do cubano Wilfredo Lam, adquirido por US$ 1,3 milhão, acima dos US$ 800 mil esperados.

Agencia Estado,

24 de maio de 2006 | 01h39

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.