Sotheby's/The New York Times
Sotheby's/The New York Times

Obra de Banksy se desfaz após ser arrematada por mais de 1 milhão de libras

O próprio artista divulgou um vídeo do momento em que a obra se fez em pedaços ao passar por um triturador de papel

O Estado de S.Paulo

06 Outubro 2018 | 14h03

LONDRES - Uma famosa obra do artista britânico Banksy, cuja verdadeira identidade é desconhecida, se desfez após ser leiloada por 1,04 milhão de libras esterlinas (aproximadamente R$ 5,2 milhões) na casa de leilões Sotheby's em Londres, no Reino Unido.

O próprio artista divulgou na sexta-feira, 5, uma fotografia na rede social Instagram do momento em que a obra Girl With Balloon ("Garota com Balão") se fez em pedaços ao passar por um triturador de papel instalado na parte inferior da moldura.

"Going, going, gone!", escreveu Banksy como legenda para a imagem, em referência às palavras em inglês que o leiloeiro pronuncia quando um comprador arremata uma peça em uma sessão, que em português seria equivalente a "dou-lhe uma, dou-lhe duas, dou-lhe três".

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

. "The urge to destroy is also a creative urge" - Picasso

Uma publicação compartilhada por Banksy (@banksy) em

"Parece que acabamos de ser 'Banksyficados'", admitiu o diretor de arte contemporânea da Sotheby's, Alex Branczik, após a sessão, conforme é possível ouvir nos vídeos divulgados através das redes sociais, que também mostram a reação de surpresa dos presentes.

A pintura realizada em 2006 e leiloada na sexta-feira, 5, que retrata uma menina tentando alcançar um balão em forma de coração, era uma versão em tela de um desenho que apareceu primeiro como um grafite em uma rua no leste de Londres e foi escolhida em 2017 como a obra favorita da nação.

Original da cidade inglesa de Bristol, Banksy ficou famoso por seus grafites subversivos que apareceram em diversas partes do mundo, de Londres à Palestina, e transformaram em um artista de renome mundial. /EFE

Mais conteúdo sobre:
Banksyleilão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.