Obra da estação Sumaré repercute na Expo 2000

O artista plástico Alex Flemming vai expor domingo seu trabalho de superfícies não tradicionais durante a Feira Universal em Hannover, a Expo 2000. O convite feito pela ministra do interior da Alemanha, Heidemarie Wieczorek-Zeul, resultou da repercussão de sua obra permanente na estação Sumaré do metrô de São Paulo, em que retrata pessoas das mais diversas heranças culturais, colocando-as em pé de igualdade ao recitarem poesia entre si. No Pavilhão do Brasil, na mostra alemã, Flemming mostrará a continuação do projeto, utilizando a técnica prussiana do esmalte sobre metal, inovando-a com a introdução da fotografia e realizando-a em proporções gigantes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.