Objetos de Frida Kahlo são descobertos em reforma

Um projeto de restauração na casa da lendária pintora mexicana Frida Kahlo, convertida em museu, descobriu um vasto guarda-roupas com peças antes desconhecidas de seu vestuário, entre outros artefatos valiosos.A casa, popularmente conhecida como a Casa Azul, devido à cor de sua fachada, foi o lar de Frida e de seu marido, Diego Rivera, no bairro de Coyoacan, na capital mexicana até a morte dela, em 1954.Rivera transformou a casa num museu quatro anos depois da morte dela, mas foi apenas quando o trabalho de restauração começou em áreas fechadas aos visitantes, no ano passado, que foram encontradas 180 peças de roupas - que incluem os tradicionais vestidos mexicanos mostrados nos famosos auto-retratos de Frida, bem como sapatos, lenços e jóias pré-hispânicas que pertenceram à artista. Também foram encontradas fotografias tiradas pelo pai de Frida, Wilhelm, um fotógrafo búlgaro. Há também um par de brincos que se acredita terem sido um presente de Picasso."Ficamos todos surpresos pela dimensão deste tesouro", disse Ignacio Custodio, um administrador do museu Kahlo. Ele disse que os objetos foram encontrados quando trabalhadores "abriram espaços que estavam fechados há muitos anos". Muitos dos vestidos descobertos são do Estado da região sul do México, Oaxaca, onde costureiras geralmente fazem roupas de acordo com a tradição indiana. Frida foi especialmente inspirada pelas tradições artísticas de Tehuantepec, em Oaxaca, onde as mulheres continuam a bordar tradicionais vestidos de acordo com as tradições indianas Zapotec, disse Hilda Trujillo, coordenadora da Casa Azul.A pintora se inspirava nas mulheres de Tehuantepec, que geralmente eram as chefes de suas famílias, seguindo forte tradições matriarcais, disse Trujillo.Durante sua vida, Frida tornou-se uma figura mítica no México, famosa tanto por seu casamento com Rivera, como por seus ideais comunistas e sua exaltação dos vestidos e jóias mexicanos. Depois de sua morte, sua fama cresceu mais no país e no mundo. A Casa Azul é agora um dos mais visitados museus do México. Rivera ordenou que qualquer objeto encontrado ficasse lá, fazendo dela o único lugar onde as roupas serão exibidas.Funcionários do museu esperam que uma exposição especial com os objetos encontrados seja aberta em cerca de uma ano. "Isso deverá atrair mais pessoas ao museu", disse Trujillo. "Os artigos são uma parte importante da vida artística e da personalidade dela".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.