O vale dos mestres

Mestres da cultura popular do Vale do Paraíba fazem festa hoje ao ar livre para marcar o lançamento de Mestres Navegantes - São Luiz do Paraitinga, na cidade homenageada pelo projeto. Trata-se de um trabalho de preservação cultural que envolve outras cidades da região, como Taubaté e Guaratinguetá, além de Ilhabela, no Litoral Norte de São Paulo, onde ainda se pratica a congada.

Lauro Lisboa Garcia, O Estado de S.Paulo

07 de maio de 2011 | 00h00

O material que não vai ser vendido, mas disponibilizado de graça na internet, reúne registros gravados em um DVD e cinco CDs divididos por temas e gêneros: Congada, Moçambique, Jongo, Folia de Reis, Brão, Calango e Festa do Divino. Com patrocínio da Natura Musical, o projeto foi idealizado pelo músico, produtor e pesquisador musical Betão Aguiar, inspirado em iniciativas históricas de Mario de Andrade, Marcus Pereira e Hermano Vianna.

Aguiar tem forte ligação com São Luiz do Paraitinga, herdada do bisavô que viveu ali, foi juiz de Direito e documentou por escrito diversas impressões sobre as manifestações de cultura popular do lugar, do qual era um entusiasta. São Luiz, como se sabe, é uma cidade que respira música e tem um calendário intenso de festas populares, nas quais se pode ver algumas dessas manifestações.

No entanto, algumas se perderam, com a migração dos moradores e também pela diminuição do interesse das novas gerações. "Aos poucos, isso tende a se acabar, porque as crianças hoje têm muito estímulo de fora, muita coisa na televisão que as distrai. O rural está acabando. Antes essas coisas se manifestavam para celebrar a colheita, o sol, a temporada de chuva", observa Aguiar.

O material registrado pode ser acessado no site www.naturamusical.com.br/mestresnavegantes, mas Aguiar pretende intensificar a atuação no projeto criando um portal no qual os mestres pudessem interagir com o público jovem "a criar com isso". Mestre Paizinho, do Moçambique de Taubaté, é um dos que já utilizam com desenvoltura a internet para estímulo de seus alunos. É o dinamismo do folclore sendo atualizado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.