O romance "Vidas Secas" é adaptado para o teatro e encenado no Sesc Ribeirão

Vidas Secas de Graciliano Ramos, será peça encenada no Projeto Leituras Dramáticas, no Sesc Ribeirão, no dia 18, às 20h. Destinado ao público jovem, este projeto tem o intuito de suscitar reflexões sobre temas atuais e que, de alguma forma, interagem e influenciam a condução do dia-a-dia do jovem. Neste mês, abordará obras de leitura obrigatória para os vestibulares. Vidas Secas é uma das obras exigidas pelo vestibular da Unicamp. Conta a história de uma família de retirantes impelida pela seca. Já foi chamado romance desmontável ou comparado aos quadros de uma exposição. O estilo é certamente o mais puro e característico de Graciliano Ramos. Publicada em 1938, conta a história do vaqueiro Fabiano, Sinhá Vitória, os dois meninos e a cachorra Baleia vivendo uma saga nordestina. Ao final do espetáculo, haverá debate com o diretor e atores, sobre o exercício teatral e com o professor e escritor Menalton Braff, sobre a obra literária em questão. Adaptação: Roberto Vignati. Direção: Roberto Vignati e Wladimir Corrêa. Elenco: Alan Gomes Mello, Luciane Vitaliano e Wladimir Corrêa. Cia. Trupe Truz. Ingressos: R$ 2,50 (estudantes, comerciários e usuários matric.). R$ 5,00 (público eventual).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.