Divulgação
Divulgação

O Rio em vozes internacionais

Animação de Carlos Saldanha reúne elenco de estrelas como Anne Hathaway e Jesse Eisenberg

Luiz Carlos Merten, O Estado de S.Paulo

07 Abril 2011 | 00h00

Impulsionada pelo sucesso de A Era do Gelo 3 - a animação anterior de Carlos Saldanha, lançada em 768 salas, registrou o maior público de uma produção do gênero no País, com 9,279 milhões de espectadores -, a Fox lança hoje Rio em mais de mil salas (exatamente 1.008), das quais 332 estarão exibindo o filme em 3-D. As cópias dubladas chegarão a 664, incluindo todas as de terceira dimensão. Esse lançamento superlativo precede o norte-americano, já que o filme estreia somente dia 15 nos EUA. No mês passado, o tapete azul foi realizado no Rio (onde mais?), com a participação do elenco internacional que dá voz aos personagens.

 

 

 Veja também:

trailerTrechos de Rio 

link'Amo tudo isso', diz Santoro

linkFilme já vira game, com 10 mi de downloads

linkUm canto de amor à cidade, sem ser acrítico ou ufanista

 

 

Vieram Anne Hathaway, Jesse Eisenberg, Jamie Foxx, Will.i.am, aos quais se somou Rodrigo Santoro. O mais internacional dos astros brasileiros divide-se entre casas (e carreiras) nos EUA e na Barra - leia matéria. Anne Hathaway estava feliz da vida. "Desde que Carlos (Saldanha) me falou pela primeira vez do projeto até hoje se passaram mais de três anos, durante os quais fiquei sempre confinada em estúdios de gravação, mas sempre com a promessa de, no final, vir aqui desfrutar dessa beleza toda."

Por falar em beleza, acredite - Anne é muito mais bonita ao vivo. Ela tem amigos no Rio. Chegou antes da pré-estreia (Eisenberg também), o que significa que encontraram os pontos turísticos do Rio conflagrados pela comitiva do presidente Barack Obama, que visitava o País. "Isso aqui é maravilhoso, e as pessoas são muito simpáticas." Anne fornece a voz à fêmea de arara-azul que Blu, o protagonista - a voz de Eisenberg no original -, vem para fecundar. Ele foi levado para os EUA ainda filhote e agora retorna para tentar salvar a espécie ameaçada de extinção - Jewell (no Brasil, é Jade) é a última fêmea.

Blu viveu sempre em cativeiro, Jewell é destemida. "Não sou tão liberta quanto ela, mas gostaria", diz a atriz, que evitou toda tentativa de psicologizar a sua arara. "Seria exagerado, não?" Jamie Foxx, vencedor do Oscar por Ray, de Taylor Hackford, conhece a música brasileira, alguns filmes, mas não vacila na hora de dizer o que acha mais atraente no Brasil - "as mulheres, tão cheias de curvas". Will.i.am, recém-chegado do carnaval de Salvador, onde animou um trio elétrico particularmente concorrido, vai diretamente ao ponto - "Ele está querendo dizer bundas" (usa a palavra em português). Jesse Eisenberg, o Blu, colheu grande sucesso pessoal com A Rede Social, de David Fincher. "O cinema que me interessa é de autor", afirma. "Embora trabalhe com animação, Carlos (Saldanha) é um autor. Rio tem um conceito e é dele. É um filme que tenho muito orgulho de ter feito."

 

RIO

Direção: Carlos Saldanha.

Gênero: Animação (EUA/ 2011, 96 minutos).

Censura: Livre.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.