O que é importante?

Marte e Urano em quadratura; Lua cresce em Sagitário

Oscar Quiroga, oscar.quiroga@estadao.com.br, O Estado de S.Paulo

09 de agosto de 2011 | 00h00

O que é verdadeiramente importante? Esta pergunta deve ecoar como pano de fundo de todas suas decisões se é que você deseja participar ativamente da reinvenção do mundo civilizado. A escala de valores que até aqui serviu para medir o certo e o errado não é mais eficiente; já o foi outrora, mas as regras devem mudar assim como mudam as necessidades humanas que as inventam. Nossa mais imediata necessidade atual, em nome da reinvenção positiva do mundo civilizado, é encontrarmos formas eficientes de ir além de nossas bolhas existenciais individualistas para nos reintegrar à natureza, para desenvolver relacionamentos cooperativos entre nós e, também, para fazer parte ativa de conjuntos mais amplos e sofisticados de experiência. Parece muito, mas a oportunidade está disponível.

ÁRIES 21-3 a 20-4

O cenário não é dos melhores do ponto de vista objetivo, mas é agora que sua alma compreenderá que a vida não é uma questão de cenário, mas de roteiro. Quando o roteiro é bom, o cenário não consegue limitá-lo.

TOURO 21-4 a 20-5

A sorte é para ser compartilhada, mas não dá para confiar só nela. É imprescindível continuar fazendo o certo no meio de um mundo que só promove o errado. Esse caminho parece solitário, mas não o é de jeito nenhum.

GÊMEOS 21-5 a 20-6

Cuide para que a virtuosa humildade de achar que não tem capacidade suficiente para comandar a situação não se transforme na recusa de assumir o lugar que corresponde. Virtudes podem transformar-se em vícios.

CÂNCER 21-6 a 21-7

Passe pela experiência de sentir medo, sempre presente e à espreita, o mais rapidamente possível; não se detenha a argumentar com ele ou a se aprofundar nas preocupações que o alimentam. Nada de bom surgirá do medo.

LEÃO 22-7 a 22-8

Veja a mão compassiva do destino nessa tendência de seus erros produzirem resultados negativos imediatos, pois isso promove a oportunidade de você voltar atrás, tomar outras atitudes e consertar os estragos.

VIRGEM 23-8 a 22-9

Há atitudes que parecem certas porque sempre o foram e não haveria razão para questioná-las justo agora, que existe uma demanda urgente de decisões. Porém, no fundo da mente, pairam sérias dúvidas sobre a eficiência delas.

LIBRA 23-9 a 22-10

Quando você coloca a razão no comando da tentativa de entender e dominar os acontecimentos o resultado é frustrante. Nada será dominado racionalmente, será necessário adquirir sabedoria e confiar no Plano Mestre.

ESCORPIÃO 23-10 a 21-11

Melhor não se apegar demais ao que outrora pareceu verdade inamovível, as coisas mudaram com velocidade tamanha que se tornou imprescindível questionar tudo, principalmente o que dá sinais de desgaste e decadência.

SAGITÁRIO 22-11 a 21-12

Todos aprendemos a nortear nossos passos pela necessidade de segurança e proteção, incentivados pela sensação de normalidade que isso acarretaria. Tendo a normalidade implodido, por que continuar usando essa bússola?

CAPRICÓRNIO 22-12 a 20-1

Parece castigo, mas não é. Ter de desempenhar funções diferentes daquelas que desejaria não é uma punição, é o melhor meio possível para você fortalecer as asas com que futuramente alçará o voo que o levará para longe.

AQUÁRIO 21-1 a 19-2

Permitir que o mal continue se desenvolvendo por não querer se envolver em situações que parecem ser dos outros é uma atitude inconsistente com o conhecimento que todo ser humano adquiriu nos tempos modernos.

PEIXES 20-2 a 20-3

Nenhum lamento deve ser entoado, o tempo que você gastaria com isso deve ser tomado pela atividade eficiente que reconduza seus passos para o caminho de bem-estar e prosperidade eternamente sonhado e pouco realizado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.