O primeiro monstro de Harryhausen

George, o Rei da Floresta

LUIZ CARLOS MERTEN, O Estado de S.Paulo

21 de setembro de 2011 | 03h06

16H05 NA GLOBO

(George of the Jungle). EUA, 1997. Direção de Sam Weisman, com Brendan Fraser, Leslie Mann, Thomas Haden Church, Richard Roundtree.

Garoto sobrevive a acidente aéreo e se cria na selva, entre gorilas. Mas ele é desastrado e, com frequência, dá de cara nas árvores ao se pendurar em cipós. Paródia de Tarzan que agradou mais ao público do que aos críticos - e teve direito a uma sequência, seis anos mais tarde. Brendan Fraser, que era um ator talentoso - e de certa ambição -, foi ficando cada vez mais astro de ação e comédias familiares inócuas, para não dizer ineptas. Reprise, colorido, 92 min.

Matadores de Aluguel

23H45 NA RECORD

(Shadowboxer). EUA, 2005. Direção de Lee Daniels, com Helen Mirren, Cuba Gooding Jr., Jack Dean, Stephen Dorff.

Helen Mirren ganhou o Oscar por A Rainha, Cuba Gooding Jr. também venceu o prêmio da academia - melhor coadjuvante, por Jerry Maguire -, mas nem o imenso prestígio dela (ele ganhou por um golpe de sorte) ajuda a tornar atraente a história da matadora de aluguel que poupa grávida e é forçada a fugir com o enteado, e amante, para escapar à represália da Máfia. Reprise, colorido, 93 min.

Tosca

22H NA CULTURA

(Tosca). Itália, França/Inglaterra/Alemanha, 2001. Direção de Benoît Jacquot, com Angela Gheorghiu, Roberto Alagna, Ruggero Raimondi, David Cangelossi, Sorin Coliban, Enrico Fissore, Maurizio Muraro e Gwynne Howell.

Puccini moldou sua ópera ao ver Sarah Bernhardt numa montagem da Tosca, de Sardou. Benoît Jacquot, por sua vez, criou seu filme sobre a história de amor, ciúme, coragem e morte. O barão Scarpia deseja Floria Tosca, mas ela ama o pintor Cavaradossi. Para possuir a Tosca, o barão manda prender o amante da moça. Começa uma disputa intensa, plena de árias e duetos emocionantes. O elenco principal é formado por três grandes do mundo lírico - Angela Gheorghiu, Roberto Alagna e Ruggero Raimondi, que excede como Scarpia. Jacquot rompeu com a estética da nouvelle vague para retomar a vertente de Robert Bresson. Considerado exigente e difícil, ele revela compreensão da linguagem da ópera - e de sua transcriação para o cinema. Reprise, colorido, 119 min.

TV Paga

Muito Além do Jardim

1H05 NO TCM

(Being There). EUA, 1979. Direção de Hal Ashby, com Peter Sellers, Shirley MacLaine, Melvyn Douglas, Jack Warden.

O veterano Melvyn Douglas ganhou o Oscar de coadjuvante, mas não é sua presença que o espectador retém deste filme que virou cult. Peter Sellers é excepcional como o homem que manteve a inocência de criança ao viver a vida toda confinado, assistindo a TV. Ele absorveu toda a banalidade do mundo e sua 'sabedoria' simples, de frases feitas, o transforma em assessor do próprio presidente dos EUA. Na origem do filme está o romance O Videota, de Jerzy Kosinski, adaptado pelo autor. Reprise, colorido, 130 min.

Proezas de Satanás na Vila de Leva e Traz

3 H NO CANAL BRASIL

Brasil, 1967. Direção de Paulo Gil Soares, com Joffre Soares, Emanuel Cavalcanti, Izabella, Joel Barcellos, Thelma Reston, Zózimo Bulbul. Reprise, preto e branco, 100 min.

A representação do mundo primitivo pelo diretor Gil Soares mostra como cidadezinha progride, mas apenas para que a situação reverta e a miséria volte a imperar. A trama gira em torno da descoberta de um lençol petrolífero, que atiça a disputa pelo poder. Na hora H, os políticos lançam o próprio Satanás para a presidência. A trilha de Caetano Veloso - participações de Caetano e Gal Costa - acrescenta um tempero especial ao filme, que funde tendências (a estética do cinema novo com elementos do tropicalismo). Para ver, nem que seja por Izabella. Ex-mulher e atriz de Paulo César Saraceni, ela libera aqui e no posterior Possuída por Mil Demônios, de Carlos Frederico, uma exuberância - energia? - que seus papéis para o ex-marido não permitiam supor. Reprise, preto e branco, 100 min.

O Monstro do Mar Revolto

3H30 NO TCM

(It Came from Beneath the Sea). EUA, 1955. Direção de Robert Gordon, com Kenneth Tobey, Faith Domergue, Donald Curtis, Ian Keith.

No ano anterior, Richard Fleischer já criara o impressionante polvo de 20 Mil Léguas Submarinas, que ameaçava destruir o submarino Náutilus, na adaptação da fantasia de Jules Verne. Não era nada perto desse outro polvo gigantesco que emerge do mar e ameaça destruir a ponte de São Francisco. Dois cientistas e o comandante de um navio tentam detê-lo. Embora o diretor Gordon tenha a seu crédito alguns filmes interessantes - nenhum é mais insólito do que Feras Sanguinárias, com Michael Gough, de 1963 -, a importância do cartaz da TV paga liga-se ao fato de ter assinalado a primeira parceria entre o produtor Charles H. Schneer e o especialista em efeitos Ray Harryhausen. Trabalhando com poucos recursos e técnicas primitivas ele é, até hoje, ídolo de George Lucas e de outros grandes. Reprise, preto e branco, 80 min.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.