O preço da desconfiança

A Lua é quarto minguante no signo de Gêmeos

Oscar Quiroga, oscar.quiroga@estadao.com.br, O Estado de S.Paulo

19 de setembro de 2011 | 00h00

A desconfiança está sempre no olho que a enxerga, mas esse é o mesmo olho que não admite que a desconfiança lhe seja inerente, insiste em transferi-la aos outros, aos misteriosos outros que são fantasmas de sua própria mente. A desconfiança é uma punição preconceituosa, um prejuízo estabelecido a priori que eleva artificialmente e de forma injusta o preço de todos os produtos, pois obriga todos a pagarem pedágios como seguros, sistemas de segurança e meios de blindagem que nada garantem, apenas perpetuam o ciclo de injustiças. O preço da desconfiança é enorme, do ponto de vista material e muito maior ainda do ponto de vista subjetivo, já que obriga todas as pessoas honestas do mundo a provarem que são honestas. A presunção de inocência não existe neste nosso mundo que chama a si de civilizado.

ÁRIES 21-3 a 20-4

Agora é o melhor momento para ouvir com atenção as opiniões que sejam discordantes e conter-se para não se irritar com isso, mas aproveitá-las para lapidar suas ações e empreendimentos. Que seja o melhor para todos!

TOURO 21-4 a 20-5

Nada é seguro, mas isso não deve tornar-se motivo de você criar uma mania de assegurar-se o tempo inteiro. A vida é mistério, sempre será mais o que você desconhece dela do que aquilo que pensa saber. Fique leve.

GÊMEOS 21-5 a 20-6

O entusiasmo é um motivo que sempre deve ser levado a sério, pois na grande maioria dos casos, a despeito de parecer imprudência, o entusiasmo protege e incentiva uma ousadia que de outra forma não surgiria.

CÂNCER 21-6 a 21-7

As ideias são novas e merecem atenção, mesmo que à primeira vista você as ache estranhas demais para ser postas em prática. Demora um pouco para a mente humana se habituar ao novo, mas é melhor seguir em frente.

LEÃO 22-7 a 22-8

Além de ser inevitável que surjam dúvidas e dilemas, na atualidade esse é o melhor panorama possível, já que as certezas provocariam decisões que depois teriam de ser revistas. As dúvidas farão você ganhar tempo.

VIRGEM 23-8 a 22-9

Você se encontra no centro do labirinto que seus próprios passos tramaram. Talvez você ache que as circunstâncias da atualidade são provocadas por outras pessoas, mas de alguma forma recaíram sobre as suas costas.

LIBRA 23-9 a 22-10

Prepare o ânimo porque uma série de circunstâncias insuperáveis devem tomar conta de seu panorama nas próximas semanas. Isso não é negativo, mas significa que na prática você deverá protelar outros assuntos.

ESCORPIÃO 23-10 a 21-11

Quanto mais profundos, sinceros e lúcidos forem os reconhecimentos, mais rapidamente as coisas desempacarão e seguirão em frente. A questão não é voltar à normalidade, mas reinventá-la radicalmente.

SAGITÁRIO 22-11 a 21-12

Ora numa direção, ora noutra completamente diferente, só mesmo uma alma sagitariana para aguentar esse ritmo! Porém, abandonar-se ao vaivém sem eira nem beira não é a melhor postura. Há de se definir também.

CAPRICÓRNIO 22-12 a 20-1

As tarefas cotidianas parecem não ter fim e, dessa forma, sua vontade de fazer outras coisas precisa ser protelada sem perspectiva de satisfação. Já que é assim, cuide de dar seu melhor e resolver as tarefas.

AQUÁRIO 21-1 a 19-2

São tantas as possibilidades que se abrem neste momento que será melhor tomar cuidado para não se dispersar demais. Certo grau de dispersão será inevitável, mas não a ponto de você não conseguir aproveitar nada.

PEIXES 20-2 a 20-3

O que deveria ser apenas natural é o que, hoje em dia, custa mais esforço. Veja o caso da confiança, seria natural confiar nos semelhantes, mas na prática isso é algo que requer atrevimento e presença de espírito.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.