O nascimento de uma dupla fundamental

Possivelmente a parceria - e a bossa nova - se daria de qualquer jeito, mas é irresistível até pensar que tudo que Tom e Vinicius fizeram de bonito nasceu por obra de Orfeu.

Roberta Pennafort, O Estado de S.Paulo

07 de setembro de 2010 | 00h00

Diplomata e poeta respeitado, Vinicius já tinha quase pronto o espetáculo, uma transposição do mito grego de Orfeu e Eurídice para uma favela do Rio. Precisava de um músico para terminar sua ópera popular negra - uma peça, ele não sabia, que se tornaria lendária na história do moderno teatro brasileiro. Pensou em Vadico, antigo parceiro de Noel Rosa, mas achou o parceiro perfeito em Tom, um compositor talentoso, então desconhecido, e em busca de sustento. E nunca mais nossa música seria a mesma.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.