O mundo (im)perfeito de Clint

Em Busca do Coração de David

Luiz Carlos Merten, O Estado de S.Paulo

05 de agosto de 2010 | 00h00

15H50 NA GLOBO

(Searching For David"s Heart). EUA, 2004. Direção de Paul Hoen, com Danielle Panabaker, Ricky Ullman, Jayne Brook, Billy Aaron, Brown Corri English, Kendre Berry.

Um ano após a morte de David, sua irmã tenta descobrir para quem o coração do falecido foi doado. A história parece uma retomada soft de 21 Gramas, de Alejandro González-Iñárritu, já que o cartaz da TV se preocupa em passar uma mensagem positiva (e espiritualizada). Para isso, o diretor Hoen não hesita em apelar para o sentimentalismo. O choro corre solto. Reprise, colorido, 98 min.

Os Três Amigos

22H NA REDE BRASIL

(!Three Amigos!). EUA, 1986. Direção de John Landis, com Steve Martin, Chevy Chase, Martin Short.

Em má hora, o diretor Landis pensou que poderia ser divertido parodiando o western clássico Sete Homens e Um Destino, de John Sturges. Steve Martin, Chevy Chase e Martin Short formam o trio de amigos do título. Atores desempregados - e famosos por seus westerns -, são contratados por camponeses para defender sua aldeia, que está sendo atacada por bandidos. A ideia é generosa - Landis quer fazer rir do heroísmo -, mas o resultado é meio penoso, como assinala Jean Tulard no Dicionário de Cinema. Reprise, colorido, 87 min.

Intercine

1H55 NA GLOBO

A emissora exibe o preferido do público entre - Hora de Voltar, de e com Zach Braff, mais Ian Holm, Ron Leibman, Natalie Portman e Peter Sarsgaard, sobre ator depressivo, que sempre viveu na dependência do lítio e agora, depois da morte da mãe, descobre que precisa sair do casulo e desfrutar das oportunidades que a vida lhe oferece; e Rollerball, de John McTiernan, remake do famoso filme de Norman Jewison, dos anos 1970, sobre um jogo violento que, no futuro, polariza o público e transforma os participantes em celebridades, como se fossem gladiadores do século 21; Chris Klein, Jean Reno, L.L. Cool J. e Rebecca Romijn-Stamos estão no elenco.

Amanhã

A Globo exibe amanhã, no Intercine, o preferido do público entre - Sra. Henderson Apresenta, de Stephen Frears, com Judi Dench, Bob Hoskins, Will Young, Christopher Guest e Kelly Reilly, sobre aristocrata inglesa que anima teatro de vodevil para entreter as tropas em Londres, durante a guerra (Inglaterra, 2005, fone 0800-70-9011); e Violação de Conduta, de John McTiernan, com John Travolta como oficial do Exército que tenta descobrir o que ocorreu na selva da América Central, levando ao desaparecimento do pelotão comandado por Samuel L. Jackson (EUA, 2003, fone 0800-70-9012)

TV Paga

O Bagunceiro Arrumadinho

14H35 NO TELECINE CULT

(The Disorderly Orderly). EUA, 1964. Direção de Frank Tashlin, com Jerry Lewis, Glenda Farrell, Susan Oliver, Everett Sloane, Kathleen Freeman.

A última parceria de Jerry Lewis com o diretor Tashlin, com quem ele vinha trabalhando desde os tempos em que formava dupla com Dean Martin e, depois, solo. Rica em gags visuais, é uma comédia engraçadíssima sobre as atribulações de um enfermeiro num hospital, culminando numa hilária caçada ao doente. Melhor cena - Jerry sentindo todas as dores relatadas por uma paciente. Reprise, colorido, 90 min.

Doutor Jivago

15H55 NO TCM

(Doctor Zhivago). EUA, 1965. Direção de David Lean, com Omar Sharif, Julie Christie, Geraldine Chaplin, Tom Courtenay, Alec Guinness, Siobbam McKenna, Ralph Richardson, Rod Steiger, Rita Tushingham, Klaus Kinski.

O TCM emenda duas prestigiadas adaptações literárias feitas pelo mestre David Lean e, após Oliver Twist, com Alec Guinness, baseado em Charles Dickens - às 14 horas -, propõe, cerca de duas horas mais tarde, a suntuosa versão do romance de Boris Pasternak. O livro ganhou o Prêmio Nobel, desencadeando grande controvérsia porque o autor era dissidente do regime soviético. Omar Sharif faz o dublê de médico e poeta que se casa com aristocrata (Geraldine Chaplin), mas passa pela vida amando, durante décadas, a politizada Lara (Julie Christie). O filme, narrado em flash-back, começa no czarismo e termina com Lean e o roteirista Robert Bolt desenhando um arco-íris sobre o futuro da URSS, que, como você sabe, acabou. Mas é um espetáculo de visual deslumbrante, equilibrando íntimo e épico - como o cineasta gostava - e exibindo seu perfeccionismo em cada detalhe. A trilha de Maurice Jarre levou um dos cinco Oscars atribuídos ao filme e o Tema de Lara virou hit. A própria Julie ganhou seu prêmio naquele ano, mas por outro filme - Darling, a Que Amou Demais, de John Schlesinger. Reprise, colorido, 197 min.

Um Mundo Perfeito

3H30 NO MAX PRIME

(A Perfect World). EUA, 1993. Direção e interpretação de Clint Eastwood, com Kevin Costner.

Um dos mais belos e secretos filmes de Clint Eastwood. Ele próprio faz ranger que persegue fugitivo da cadeia que tomou um garoto como refém. Sem suspense, o filme trata desse efêmero mundo perfeito em que se transforma a ligação do menino com o personagem de Kevin Costner. O clima é perturbador, como você poderá conferir. Reprise, colorido, 137 min.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.